No momento em que o racismo se tornou, finalmente, num assunto mediático, começamos a observar um levantamento, na sua maioria, expontâneo de acções que procuram falar, desmistificar e conferir soluções.

É nessa senda que surge o Labanta Braço, (em crioulo e que significa levanta o braço), uma compilação musical criada por artistas negros, numa iniciativa solidária do site de informação sobre música Rimas e Batidas em conjunto com o Raptilário, programa de rap da NITfm.

“Por George Floyd. Por Bruno Candé Marques. Por todas as vítimas do racismo e da opressão social. Pela mudança. Labanta Braço“, podemos ler no comunicado enviado às redações. “Esta é a banda sonora de uma revolução social, um grito a favor da igualdade e a uma só voz — mesmo que encontremos por aqui artistas de géneros, idades, passados e contextos tão diferentes”. 

Alexandre Francisco Diaphra, Ângela Polícia, Arekkusu, Bambino, Blaeckfull, Cachupa Psicadélica, Danykas DJ, Deejay Télio, Dellafyah aka Kilu, DJ ADAMM, DJ Lycox, DJ Marfox, DJ Núcleo, DJ Satelite, Dotorado Pro, El Conductor, FRXH, herlander, Jackpot BCV, Juzicy, Macaia, Mizzy Miles, Nástio Mosquito, Nel’Assassin, Nelsoniq, Nídia, Nigga Fox, Nzhinga, oseias., PHOEBE, prétu, rkeat, Wake Up Sleep, Slow J, Studio Bros, Tóy Tóy T-Rex and Young Max são os artistas que participam em Labanta Braço

Nesta primeira fase, a compilação promovida pelo Rimas e Batidas e pelo Raptilário está disponível exclusivamente no Bandcamp, onde o ouvinte contribuiu com a quantia de pelo menos um euro para poder ouvir o projeto. “Basta 1 euro para conseguirem ouvir as 37 faixas que compõem esta compilação inédita, e acreditamos que histórica, em Portugal.”

Todas as receitas angariadas irão ser doadas à associação SOS Racismo e no final, as duas organizações vão desafiar marcas a doarem o mesmo valor atingido até ao final da Bandcamp Friday de setembro, que se assinala no dia 4. O valor desta matching campaign será dividido em partes iguais pelos criadores que fizeram beats para a compilação e pela instituição escolhida.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.