África Digital Festival anuncia, através de um conjunto de eventos, a lista dos 50 africanos mais influentes no mundo digital.

Entre homens e mulheres, os nomes em destaque foram considerados como presenças inovadoras e percursoras dentro do continente africano.

São exatamente 50 nomes pois, representam 50 diferentes países e englobam profissões nas mais variadas áreas profissionais de relevo. É possível encontrar nomes ligados à educação, à saúde, fintech ou governação.No presente ano a lista apresenta nomes bem conhecidos como por exemplo, Strive Masiyiwa (Econet Global do Zimbabwe), Pedro Lopes (secretário de estado de Cabo Verde), Gatnet Assefa (iCog Labs da Etiópia), Sénamé Koffi Agbodjinou (Ativista TIC do Togo, Mostafa Kandil (SWVL do Egipto) entre tantos outros.

O contributo de cada uma destas 50 pessoas reside no facto de impulsionarem a transformação digital tanto quanto líderes, quanto como influencers, quer o façam de forma pública ou fora do olhar do público.

Este ano a lista conta com o nome do mais jovem vencedor deste prémio e estamos a falar de Mohamed Sheriff Bah, da Serra Leoa que foi distinguido por ter fundado o Tap Tap, que é uma aplicação que consiste em dar apoio a passageiros.

Foster Kofi Sam é o responsável pelo Africa Digital Festival e esclarece que o festival não é um ranking, ou seja, não existe competição nem a ideia de destacar quem fez mais em detrimento de outro. “O que está na essência deste festival é destacar os que defendem a transformação digital corporativa, que apresentam novas tecnologias e novas formas de negócio e principalmente fazer sobressair aqueles que usam a tecnologia para a evolução do continente africano, com os recursos de que dispõe nos seus ofícios.”

Este tipo de iniciativas é importante porque cria uma rede de informação numa plataforma privilegiada que permite que mais pessoas saibam quem procurar consoante as sua necessidades. 

Entre os PALOP, os nomes a reter da lista são Aniceto Carvalho de Angola, Frederico Silva de Moçambique, Aimonia Cabral da Guiné Bissau e Pedro Lopes de Cabo Verde, como já foi mencionado anteriormente.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.