Chadwick Boseman morreu aos 43 anos em casa na área de Los Angeles, Estados Unidos, junto da mulher e do resto da família.

Boseman foi diagnosticado com cancro de cólon há quatro anos, disse a família em comunicado.

“Um verdadeiro lutador, Chadwick perseverou em tudo e trouxe-vos muitos dos filmes que amaram tanto”, afirmou a família, para acrescentar: “De ‘Marshall – Igualdade e Justiça’ a ‘Da 5 Bloods – Irmãos de Armas’, ‘Ma Rainey’s Black Bottom’ de August Wilson e vários outros, todos foram filmados durante e entre inúmeras cirurgias e quimioterapia. Foi a honra de sua carreira dar vida ao Rei T’Challa em ‘Pantera Negra’”.

Boseman não falou publicamente sobre a sua doença.

Nascido na Carolina do Sul, Boseman começou por ter pequenos papéis na televisão. O seu retrato impressionante da estoica estrela de beisebol Jackie Robinson ao lado de Harrison Ford em “42 – A História de uma lenda” (2013) chamou a atenção em Hollywood.

Boseman morreu no dia em que a Liga Principal de Beisebol comemorou precisamente o dia de Jackie Robinson.

Mas a consagração absoluta surgiu ao encarnar o super-herói Pantera Negra, inicialmente no filme “Capitão América: Guerra Civil”, e depois já como protagonista de “Black Panther”, tornando-se assim o primeiro ator negro a protagonizar o seu próprio filme no Universo Cinematográfico Marvel, que se tornaria um enorme sucesso de bilheteira em 2018 e arrecadou mais de mil milhões de dólares em todo o mundo.

A obra, passada no fictício reino africano de Wakanda, foi aclamada pela crítica e pelo público e foi nomeada a sete Óscares, incluindo ao de Melhor Filme, a primeira vez que tal sucedeu com um filme de super-heróis. “Black Panther”, realizado por Ryan Coogler e com uma equipa criativa maioritariamente afro-americana, é considerado um marco em termos de representação negra no grande ecrã, e a personagem surgiria ainda em “Vingadores: A Guerra do Infinito” e “Vingadores: Endgame”, que se tornaria o maior sucesso em valores de receita brutos da história do cinema.

Recentemente, protagonizou o filme de acção “21 Pontes”, surgiu no muito elogiado “Da 5 Bloods: Irmãos de Armas”, do realizador Spike Lee, e seria estrela da sequela de Black Panther”, prevista para 2022.

O ator já tinha filmado para a Netflix uma adaptação da peça “Ma Rainey’s Black Bottom”, de August Wilson, em que contracena com Viola Davis.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.