A basquetebolista moçambicana, Chanaya Pinto, de 19 anos, foi considerada pela FIBA como umas das doze atletas mais talentosas e promissoras do continente africano.

Em comunicado oficial, a jovem extremo não escondeu a felicidade e a responsabilidade pela nomeação. “Significa que, mais uma vez, o trabalho compensa e que tenho que continuar a trabalhar arduamente para conseguir alcançar tudo aquilo que almejei. Mas, para mim, o mais difícil não é chegar no topo. O mais difícil é manter-se no topo e concentrar-se naquelas coisas que nos fazem lutar até chegar ao topo”, referiu a atleta, citada pela imprensa moçambicana.

A extremo, actualmente a jogar no Northwest Florida State College, deixou a sua marca na quadra quando se estreou, em 2017, no Campeonato Africano de basquetebol realizado em Bamako, Mali.

Entre os vários sonhos, Chanaya quer um dia jogar na WNBA, liga profissional feminina dos EUA.

Vale recordar que, Chanaya foi a melhor jogadora da selecção nacional de basquetebol no Campeonato do Mundo de Sub-19, na Tailândia, arrancando médias de 14.3  pontos, 9.3 ressaltos e 2.3 assistências.

No ranking das 12 basquetebolistas em ascensão, além da moçambicana, há ainda duas angolanas, Ara Caetano, de 17 anos, e Alexia Dizeko, 19.

Ao citar a nova geração e as futuras estrelas do Afrobasket feminino, a FIBA-África teve em conta as recentes exibições nas competições, considerando que as 12 atletas representam uma mais valia para as suas respetivas seleções nacionais. A organização, sublinha também o nome de estrelas da atualidade como Ezinne Kalu, Astou Traore, Soraya Mohamed e Italee Lucas.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Sabias que com a tua contribuição podes ajudar a BANTUMEN a crescer? O nosso objetivo é criar uma narrativa de empoderamento da comunidade negra lusófona e tu podes fazer parte deste processo. Inscreve-te no Patreon e faz a tua parte! Lembra-te da filosofia Ubuntu: “eu sou porque nós somos”.