Akashinga: The Brave Ones é o título da curta metragem que conta a história da força de segurança exclusivamente feminina do Zimbabué, que tem como missão consciencializar a população da importância de proteger os animais da caça furtiva.

Akashinga (que significa Valentes, em tradução livre) é um grupo criado pela IAPF (Fundação Internacional Anti-Caça Ilegal em português), estruturada por mães solteiras que vivem em situação de pobreza, que viveram violência doméstica e que agora têm a missão de proteger espécies animais, como uma das principais manadas de elefantes do mundo, de atingir altos níveis de extinção.

Outro dos objetivos da missão é reduzir as taxas de abandono do ensino escolar, de crimes sexuais e de pobreza juntos das suas comunidades.

Nyaradzo Hoto, uma das integrantes do grupo, em entrevista à revista Cláudia, disse que através das Akashinga, a sua vida “foi totalmente transformada”.

“Consegui perseguir os meus sonhos educacionais, dos quais desisti há muitos anos. Agora sou uma estudante numa das Universidades no Zimbábue, cursando bacharelado em Ciências em Vida Selvagem”, disse.

O grupo tem mais de 200 integrantes que controlam mais de 186 mil hectares de reserva e foi fundado pelo ex-soldado de forças especiais australiana Damien Mander.

A ser exibido pelo National Geographic, a curta-metragem recebe a direção de Maria Wilhelm e a produção executiva é do cineasta James Cameron.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Sabias que com a tua contribuição podes ajudar a BANTUMEN a crescer? O nosso objetivo é criar uma narrativa de empoderamento da comunidade negra lusófona e tu podes fazer parte deste processo. Inscreve-te no Patreon e faz a tua parte! Lembra-te da filosofia Ubuntu: “eu sou porque nós somos”.