Angola é o país de destaque desta semana do programa YALI, criado por Barack Obama e que tem por objetivo capacitar os futuros líderes do continente africano.

Para assinalar a iniciatvia, o site oficial do YALI relembra o famoso poema de Agostinho Neto “Havemos de Voltar”, escrito em 1960, enquanto se encontrava detido em Aljube, Lisboa. “Enquanto o sonho de Neto de uma Angola unificada e pacífica foi destruído por uma guerra civil de 27 anos antes de o país finalmente alcançar a independência em 1975, as suas palavras ainda ressoam como lembretes poderosos da tenacidade e resiliência do povo de Angola.”

Hoje, passo a passo, o país está a recuperar do legado político e económico do seu passado. De acordo com o programa de Barack Obama, “os membros da Rede da Iniciativa de Jovens Líderes Africanos (YALI) têm sido uma parte vital deste renascimento e estão a ajudar Angola a prosperar”.

Neste sábado 26, foi eleita, para um mandato de dois anos, a nova a Coordenação do Comité YALI Angola.

Luyana Canza é assim a nova coordenadora do núcleo, Imisi De Almeida coordenador de eventos e networking, Regina Ngunza é a responsável pelo gabinete de Advocacia e Marketing, Wilson Tiago da Silva coordenador de Sustentabilidade, Isildo Marques coordenador de Currcíulo, Pascoal Luís ficou com a pasta de Recrutamento e Selecção e António Fazenda a de Monitorização e Avaliação.

Em conversa com a BANTUMEN, Wilson Tiago da Silva, falou sobre os objetivos da nova gestão do núcleo.

“Sendo um jovem angolano com aspirações de liderança e com vontade de ajudar o meu país a crescer, sentimo-nos desafiados a trabalhar em prol da juventude angolana, uma vez que o YALI é uma organização internacional que trabalha na capacitação de líderes juvenis africanos de modo a que se tornem capazes de ajudar no desenvolvimento das suas comunidades”, explicou.

“Juntamente com a Coordenação Geral, queremos transtransformar os jovens em Angola e promover a liderança cívica e responsável, o amor pelo empreendedorismo e desenvolvimento de negócios inovadores e a capacitação permanente dos jovens”, continuou.

A Iniciativa de Jovens Líderes Africanos (YALI, na sua sigla em inglês) é um programa do Departamento de Estado dos Estados Unidos, lançado em 2010 pelo então presidente dos EUA, Barack Obama, e que pretende formar uma rede ativa de jovens futuros líderes africanos.