Vera Vieira tem 34 anos e foi diagnosticada com um tipo raro de cancro há cerca de seis semanas.  O cancro da mama triplo negativo é uma doença agressiva e é mais comum em relação a outros tipos de cancro da mama, em mulheres jovens e/ou afrodescendentes, segundo um estudo realizado há cerca de um ano no New England Journal of Medicine, tendo por base um ensaio clínico do NewYork-Presbyterian/Columbia’s Herbert Irving Comprehensive Cancer Center. 

Os cancros da mama triplo-negativos não expressam o recetor de estrogénio, o recetor de progesterona ou o HER2. Apesar da forma rápida como progride, poucas alternativas existem para este tipo de cancro além da quimioterapia e, mediante a precocidade do diagnóstico, uma intervenção cirúrgica. No caso de Vera, a consulta do passado dia 30 de setembro trouxe a notícia menos desejada: a dimensão e a profundidade do cancro não permitem que o tratamento seja feito em Portugal, pelo menos não através do Serviço Nacional de Saúde.

Para esta mãe e mulher de 34 anos, as hipóteses de tratamento começavam a  escassear, motivo que levou um grupo de amigos a criar um crowdfunding com o intituito de conseguir realizar o tratamento na Hufeland Klinik, Alemanha, cujos valores rondam os 40 mil euros. Contudo, e num vídeo recentemente divulgado nas redes sociais, Vera comunicou aos seus seguidores que há possibilidade de fazer o tratamento em Portugal, através da Fundação Champalimaud. A informação foi-lhe dada pelo médico de família, que cuidou também do envio do processo para a instituição.

View this post on Instagram

a minha doença! A verdade! ❤a minha doença! A verdade! ❤ A Vera faz questão de ser transparente, porque todo o vosso apoio, amor e ajuda são muito importantes!! Em desespero queriamos levar a Vera à Alemanha mas se houver cá em Portugal um método que garanta que a Vera vai ficar bem e que a probabilidade de voltar a passar por tudo seja mto baixa avançaremos para a fundação champalimaud!! Aguardamos em nervoso pela resposta. Tal como a Vera diz ela só quer ajuda para os tratamentos, caso sobre dinheiro a Vera doará a crianças oncológicas e todos vocês que contribuíram estarão a ajudar mais pessoas, caso falte a família e os amigos reúnem esforços para atingir o valor necessário.. Só queremos a Vera bem e saudável 🙏❤ Todas as dúvidas que tenham mandem msg tentamos ser rápidos… às pessoas que tem dado informações sobre o serviço nacional de saúde, nós agradecemos, a Vera continua a ser acompanhada pelo mesmo, no entanto não comparem pf situações que já viveram à anos porque neste momento e infelizmente o covid parou muita coisa!! A dura batalha que a Vera passa agora já a passou com a sua mãe por isso só pedimos respeito!! Todos os comentários e mensagens com ajudas de contactos de profissionais, terapias e outros assuntos só temos agradecer do fundo do coração!! A todas as empresas que estão a reunir esforços para ajudar, não temos mais palavras!! Só a certeza que Deus iluminará o vosso caminho. Pratiquem o bem hoje para o receberem amanhã Um obrigado enorme da "equipa" da Vera ❤❤ não somos prós nisto mas fazemos o que pudemos nos intervalos dos nossos trabalhos 💪

A post shared by Vera Vieira (@omeu.momento) on

Ainda a aguardar resposta de ambas as Instituições – Hufeland e Champalimaud – e sem certeza do valor total do tratamento, Vera fez saber, na mesma publicação, que uma vez atingida a meta, mesmo que falte dinheiro, o montante será resposto por familiares e amigos. Por outro lado, caso sobre, o valor reverterá a favor de crianças com problemas oncológicos. 

Vera, que já iniciou os tratamentos de quimioterapia, assume estar disposta a enfrentar tudo o que a doença acarreta, desde que seja encontrado um tratamento que lhe permita continuar a viver e acompanhar de perto o crescimento dos dois filhos, Lucas e Luan, com idades entre os dois e os quatro anos.

Apesar da fase menos boa, a “Primavera”, como nos cantou Phoenix RDC na sua mais recente música, tem encontrado junto dos familiares e amigos a força necessária para seguir em frente e ir enfrentando o cancro enquanto as respostas não surgem.

As doações para que a Vera possa realizar o seu tratamento podem ser feitas através do link: https://bit.ly/30O2lob . É também na sua página de Instgram @omeu.momento que Vera vai partilhando novidades relacionadas consigo e com o seu estado de saúde.

Inconformada por natureza, acredito que o sucesso é um processo de melhoria contínua. Apaixonada pelas liberdades e oportunidades que a vida tem para oferecer. Teimosa o suficiente para não desistir, inteligente o suficiente para saber quando desistir. P.S: Ainda compro jornais em papel.