Débora Paris é um nome que, provavelmente, não te passa ao lado, visto que foi uma das vozes do programa “I Got Talent Portugal”, no início deste ano. No sangue, Débora carrega Cabo Verde e o talento de artistas de renome do arquipélago.

Com um novo single lançado, “Sinti Sab”, a cantora está atualmente focada na afirmação da sua carreira no mercado lusófono. “A minha vontade de ter a música como minha companheira sempre será maior”, confirma-nos.

Aos, 20 anos, Débora Paris caracteriza-se como uma jovem bem-humorada, frontal e quieta. Originária da ilha de São Vicente, a música surgiu no seio familiar. O pai, Zé Paris, foi guitarra-baixo de Cesária Évora durante 25 anos, e o tio, Tito Pais, é igualmente um nome maior da música cabo-verdiana no mundo.

Depois de ter participado em grupos, concertos, concursos e festivais, a cantora, em 2008, começou a enfrentar plateias que exigiam maiores responsabilidades. Chegou a cantar ao lado do tio Tito Paris, na Casa Da Morna em Lisboa, conseguindo tocar os corações do público e até arrancar lágrimas a uma artista que muito a influenciou, Nancy Vieira. Esse foi um dos momentos chave da sua curta carreira que a fizeram continuar em frente, independentemente das adversidades.

No seu currículo já tem uma passagem no Festival de Laginha, em Cabo Verde, dividindo o palco com grandes nomes como Sara Tavares, Nancy Vieira, Paulo Flores, entre outros e já trabalhou como backing vocal de artistas como Grace Évora, Don Kikas e Kady Araújo.

Em Agosto de 2017 recebeu um convite para o Festival Baía das Gatas, num projeto de novas vozes e no ano seguinte participou no festival AME (Atlântic Music Expo).

Em 2018, Débora emigrou para Portugal e chegando a Lisboa integrou a banda Nós Raiz, que atuou em grande parte dos bares, restaurantes e hotéis lisboetas.

No início deste ano, a cantora teve a possibilidade de participar no programa televisivo “I Got talent Portugal”, proporcionando-lhe algum reconhecimento nos países lusófonos.

O fato de ter sangue de artistas de renome imprime em si uma certa pressão e necessidade de dar sempre o melhor de si. “Sinto-me pressionada desde o início. Se me forem julgar como artista ou cantora não o farão como sendo uma simples cantora, mas sim devido à ligação artística da minha família.”

Contudo, não deixa esmorecer a vontade de continuar. “Quero continuar a gravar músicas, investir mais em letras da minha autora, promover a minha imagem. Promover o single “Sinti Sab” e ir trabalhar em novos projetos dos quais ainda não posso dar muitos detalhes”, frisou.

Através de um convite de Jahson e Ras M (membro da produtora Oficina do Ras) Débora Paris compôs e produziu o seu primeiro single a solo, “Sinti Sab” e que já está disponível nas plataformas digitais.