Depois de ter lançado o single “Chillin”, Papillion retorna com “00 Fala Bonito”, com uma sonoridade que faz lembrar ritmos tropicais caribenhos e africanos.

Em “00 Fala Bonito”, Papillon conta a história de um homem que se compromete a entregar-se de corpo e alma a uma relação, sem pensar no que surgirá depois.

“O que pode ter sido pensado como um guilty pleasure pretende antes realçar a inexistência de dicotomia entre culpa e prazer, quando algo nos faz sentir bem. Mais do que isso: “00 Fala Bonito” dá relevo às relações verdadeiras uns com os outros, sem grandes expectativas”, podemos ler no comunicado enviado à redação.

“Fala Bonito dá relevo às relações verdadeiras uns com os outros, sem grandes expectativas”, diz Papillon.

“Para mim, é muito bom ir descobrindo que consigo fazer destes brindes: canções com uma energia leve e que nos metem um sorriso na cara. Acima de tudo é bom saber que ainda temos coisas boas para dar e perceber que as expectativas só existem para serem superadas”, continua o rapper dos GrogNation.

A música é composta pela letra de Papillon, produção de Lhast e co-produção de Charlie Beats e Papillon, recebendo os “dedos mágicos” de Dodas Spencer e uma mistura e masterização de Charlie Beats.

A ilustração visual que dá vida à música foi criada e desenvolvida por Felipe Feio.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Sabias que com a tua contribuição podes ajudar a BANTUMEN a crescer? O nosso objetivo é criar uma narrativa de empoderamento da comunidade negra lusófona e tu podes fazer parte deste processo. Inscreve-te no Patreon e faz a tua parte! Lembra-te da filosofia Ubuntu: “eu sou porque nós somos”.

Carrego a cultura kimbundu nas veias. A minha angolanidade está presente a cada palavra proferida. Sou apologista de que a conversa pode mudar o mundo pois a guerra surgiu também de uma. O meu mantra é "o conhecimento gera libertação e libertação gera paz mental, portanto, não seja recluso da ignorância".