Samuel Clássico brindou os seus fãs com um novo EP. Renovar começou a ser preparado há quase dois anos e já se encontra disponível nas “prateleiras digitais”.

Segundo o próprio rapper, Renovar mostra a sua evolução pessoal e artística. Com uma aura bem mais introspetiva, as músicas que constituem o EP contam histórias de amor, superação e lições que Samuel viveu, como é o caso da música “Louco”, gravada em fevereiro.

“Na luta pela autoafirmação, surgem críticas e dúvidas. A motivação vem da necessidade de melhorar, de conquistar e da autossuperação. Génios acreditam, trilham um caminho diferente do comum e são chamados de loucos”, podemos ouvir no coro da música.

Renovar faz parte de um universo de 12 projetos que Samuel tem na sua coleção, e estas seis músicas iniciam uma viagem que mostra um artista mais maduro e com mais conhecimento sobre aquilo que tem vindo a fazer desde os 14, a música.

Em entrevista exclusiva à BANTUMEN, o artista deu alguns detalhes sobre a produção do projeto.

O EP conta com a participação de Edgar Domingos e Reptile, líder da Pirline, produtora de Samuel.

As músicas receberam a produção de Márcio Daveira, o seu beatmaker Baby On The Track e da sua produtora, que “lapidar” Renovar.

Samuel Artur Albino, mais conhecido pelo nome artístico Samuel Clássico, é um músico angolano nascido no início dos anos 90, na cidade das acácias rubras, Benguela.

Samuel começou o seu percurso musical com 14 anos e em 2014 passou a ser membro integrante do grupo Hotline Gang, autores de “Império”, música de sucesso da nova escola.

Entretanto, Samuel Clássico foi colaborando com grupos como TRX Music e Mobbers, que segundo o próprio artista culminou também no seu ingresso para a produtora Pirline Entretenimento de Reptile.

Samuel participou na música de estreia da nova geração da Pirline, a “Voz do Povo”, e também em EPs e mixtapes de artistas como Edson dos Anjos, Nankhova, TRX Music, entre outros nomes de destaque na música RnB e Rap feita em Angola.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Carrego a cultura kimbundu nas veias. A minha angolanidade está presente a cada palavra proferida. Sou apologista de que a conversa pode mudar o mundo pois a guerra surgiu também de uma. O meu mantra é "o conhecimento gera libertação e libertação gera paz mental, portanto, não seja recluso da ignorância".