Os rappers Elisabeth Ventura e Cage One vão participar no Cypher dos BET HipHop Awards de 2020, a ser realizado no dia 28 de outubro.

Em comunicado enviado à nossa redação, Cage One e Elisabeth Ventura, ou Lira como também é conhecida, anunciaram que farão parte do cypher do maior prémio de hip hop do mundo, os BET HipHop Awards 2020.

Durante o vídeo de 8 minutos, Cage One e Elisabeth Ventura, ambos rappers angolanos darão a cara em nome do movimento feito em português, mostrando o que de melhor sabem fazer.

“Essa vitória não é minha, é de todos os angolanos, principalmente aqueles que sonham e trabalham arduamente”, disse Cage One à BANTUMEN, acrescentando que “é um sonho tornado realidade”.

“É o momento único da minha vida, não digo que demorou. Digo sempre que é no tempo do meu Deus e no tempo certo. É uma vitória não só para mim como para os angolanos sermos representados de alguma forma numa plataforma tão grande como a da BET, afirmou o artista.

O rapper explicou também que a organização do evento foi muito específica em transmitir aquilo que pretendiam neste cypher, sendo que até o beat foi escolhido pela mesma.

“O meu cypher é mais lyrical cypher e o da Lira foi mais skill chyper“, explicou Cage sobre as prestações dos artistas angolanos no evento internacional.

Cage One é um dos rappers angolanos que começou no movimento como b-boy, até se tornar MC. A composição é um dos talentos que mais lhe é reconhecido.

“Eu cresci nessas etapas do hip hop. Fui um battle rapper, quem me conhece sabe que sou uma máquina terrível de fazer freestyle. E atingir esse nível é um motivo de satisfação acima da média porque faz-me lembrar que afinal valeram a pena todos os sacrifícios”, frisou Cage One.

É a primeira vez que dois rappers angolanos chegam até aos prémios BET. No mesmo palco já passaram A$AP Mob, Snoop Dogg, Eminem, Kanye West, Pusha-T, Big Sean, Cyhi Da Prince, 50 Cent, entre outros do showbizz internacional.

No espectro lusófono, o rapper brasileiro Djonga faz parte da lista dos nomeados para “Melhor Flow Internacional”, com Kaaris (França), Nasty C (África do Sul), Khaligraph Jones (Quénia), Ms Banks (Reino Unido), Meryl (França) e Stormzy (Reino Unido).

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Carrego a cultura kimbundu nas veias. A minha angolanidade está presente a cada palavra proferida. Sou apologista de que a conversa pode mudar o mundo pois a guerra surgiu também de uma. O meu mantra é "o conhecimento gera libertação e libertação gera paz mental, portanto, não seja recluso da ignorância".