Várias fontes congolesas anunciam a morte inesperada de Sindika Dokolo, por afogamento, na tarde desta quinta-feira, 29 de outubro, no Dubai.

A família ainda não confirmou a notícia.

Sindika Dokolo, de 48 anos, filho de Augustin Dokolo, homem de negócios e fundador do primeiro banco congolês, é reconhecido como colecionador de arte e por ter sido um forte opositor do regime de Joseph Kabila, tendo sido um dos impulsionadores do movimento “Les Congolais Debout”.

A causa da morte é ainda desconhecida mas várias fontes nas redes sociais indicam morte por afogamento enquanto Sindika fazia mergulho.