Os jovens ativistas envolvidos na manifestação contra o elevado custo de vida em Angola, no dia 24 de outubro, estão a preparar novos protestos, previstos para 11 de novembro, Dia da Independência.

De forma pacífica, sublinham, querem voltar a ocupar as ruas “pela cidadania, pelo fim do elevado custo de vida e por autarquias em 2021 sem rodeios.”

No passado dia 24, os manifestantes acusaram as autoridades de repressão violenta, com o deputado e secretário provincial da UNITA em Luanda, Nelito Ekuikui, a afirmar ter sido agredido pela polícia angolana.

Mais de 100 pessoas foram detidas, sendo que 73 foram já acusadas do crime de desobediência, condenados uma pena de um mês de prisão convertida em multa de 20 kwanzas por dia (0,0257 euros), bem como 10.000 kwanzas de taxa de justiça (cerca de 13 euros) e 2.000 kwanzas para o defensor oficioso (2,6 euros).

Os jovens ativistas convidam a sociedade civil internacional a participar na manifestação, concentrando-se às 11 horas nas embaixadas angolanas dos respetivos países.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.