Um dos suspeitos da morte do rapper Mota Jr. foi detido pela Polícia Judiciária portuguesa, que na terça e quarta-feira cumpriu um mandado de detenção e de busca domiciliária.

Em comunicado, a PJ adianta que o homem, de 26 anos, é suspeito de rapto, roubo e homicídio e que a operação da Unidade Nacional Contra Terrorismo foi desencadeada no âmbito da investigação dos crimes de que foi vítima David Mota, aos 28 anos, em março de 2020, e cujo corpo foi encontrado numa zona descampada em Sesimbra dois meses depois. 

À ordem do inquérito à morte do rapper, que decorre no Departamento de Investigação e Ação Penal de Sintra, já estavam detidos dois suspeitos.

Durante as buscas a PJ deteve outro jovem de 25 anos, não relacionado com a investigação do homicídio, por tráfico de droga, tendo sido igualmente apreendidas três armas de fogo e munições.

Os arguidos serão na quarta-feira presentes a interrogatório judicial para aplicação de medida de coação.

Mota Jr foi dado como desaparecido pela família no dia 15 de março, depois do rapper ter-se encontrado com, alegadamente, outros dois homens no hall de entrada do seu prédio, em São Marcos, na Linha de Sintra.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.