Quando pensamos nos melhores jogadores do mundo, raramente pensamos nas mulheres. E menos ainda nas jogadoras africanas e, no entanto, é sabedoria popular que África é mãe de atletas de excepção em quase todas as áreas desportivas.

O futebol feminino em África existe desde os anos 70. Porém, a par do que acontece também na Europa, por exemplo, o público não cresceu tanto quanto o público do futebol masculino.

Ao longo dos últimos 15 anos, vários nomes têm sobressaído na ala feminina do desporto rei do continente africano e damos-te aqui a conhecer o top dez. A maioria das atletas joga em campeonatos ocidentais.

1. Asisat Oshaola (Nigéria)

Asisat Oshaola é a melhor jogadora de futebol de África. Nascida a 9 de outubro de 1994, ganhou quatro vezes o título de Jogadora Africana do Ano e foi eleita a melhor jogadora e ponta de lança do Mundial do Mundo Feminina Sub-20 da FIFA 2014.

Asisat Oshaola joga pela seleção nacional da Nigéria e já vestiu camisolas de clubes como Liverpool (2015) e Arsenal Ladies (2016). Atualmente, joga no FC Barcelona.

2. Janine van Wyk (África do Sul)

Janine van Wyk é sul-africana e fundadora da associação JVW Girls Football Development. Atualmente, joga na principal liga escocesa, com a camisola do Glasgow City FC.Van Wyk representou a sua seleção nos Jogos Olímpicos de 2012, em Londres, e é detentora do recorde do jogador com mais partidas pela seleção (masculina e feminina) da África do Sul, com 170 jogos. Janine também jogou pelo Monko Swallow Palace Super Falcons e Houston Dash, no seu país.

3. Francisca Ordega (Nigéria)

Francisca Ordega, apelidada de Franny, nasceu em Gboko, na Nigéria, e o seu talento já lhe valeu uma indicação para Melhor do Mundo. Atualmente, a atacante joga na super liga chinesa, no Shanghai Shenhua.

Começou a carreira profissional no Bayelsa Queen’s football Club, na Nigéria, e com a seleção nacional passou pelos campeonatos do mundo de 2011 e 2015, nas categorias sub-17 e sub-20, respetivamente.

4. Thembi Kgatlana (África do Sul)

Thembi é atacante do português Sport Lisboa e Benfica, clube com que assinou no princípio do ano. Autora do primeiro golo da seleção sul-africana no campeonato do mundo de 2019, a atacante Thembi já passou pelos Houston Dash (EUA), em 2018, onde jogou ao lado das conterrâneas Janine van Wyk e Linda Motlhalo, e pelo Beijing BG Phoenix FC (China), em 2019.

Em 2018, Thembi conquistou diversos prémios individuais, incluindo o de melhor jogadora do campeonato cipriota. No mesmo ano, levou a sua seleção até à final do Campeonato Africano das Nações feminino e venceu o prémio Jogadora do Ano no CAF Awards.

5. Gabrielle Onguene Aboudi (Camarões)


Gabrielle, 31 anos, é a capitã de uma das seleções femininas mais “ferozes” do continente. Fez parte do top três Melhor Jogadora do Ano em 2015, 2016 e 2017. Apelidada “Luís Figo”, a jogadora é Medalha de Ouro nos Jogos Africanos de 2011, em Moçambique, e a autora do único golo da sua seleção nas Olimpíadas de 2012. Atualmente, joga como atacante do CSKA Moscovo.

6. Genoveva Anonman (Guiné Equatorial)

Originária da Guiné Equatorial, Genoveva, 31 anos, é ponta de lança da seleção nacional, que integra há 16 anos. Jogou como atacante e foi a primeira estrangeira a ganhar o prémio de melhor ponta de lança da Bundesliga, na Alemanha. Naquela temporada, 2011/12, marcou 22 golos. Em 2012 venceu o prémio de Melhor Jogadora Africana do Ano. Com a sua seleção, já conquistou também duas vezes o Campeonato CAF, em 2008 e em 2012.

7. Gaelle Enganamouit (Camarões)


Gaelle joga na posição avançado do Malaga CF. É camaronesa e é conhecida por marcar o golo mais rápido do mundo na história do futebol feminino, em apenas dois segundos. Em 2015, foi eleita Melhor Jogadora Africana do Ano e, em junho de 2019, terminou a sua carreira aos 28 anos. Passou pelo espanhol Málaga CF, pelo sueco FC Rosengård, finlandês Avaldsnes IL, chinês Dalian Quanjian, entre outros clubes. Em 2010/11, foi considerada a Melhor Jogadora cameronesa e em 2015 foi eleita a Melhor Marcadora do campeonato sueco, com 18 golos.

8. Doreen Nabwire (Quénia)

Doreen Nabwire é a primeira jogadora de futebol queniana a jogar na Frauen-Bundesliga, a Liga Alemã de Futebol Feminino. É a fundadora da Girls Unlimited – uma organização comunitária em Mathare (Quénia), que apoia meninas que jogam futebol. Jogou no primeiro clube de futebol feminino profissional no seu país, Mathare United FC e, em 2006, tornou-se campeã mundial de futebol de rua da FIFA.

9. Ngozi Okobi (Nigéria)

Ngozi Okobi é uma jogadora profissional de futebol dos Super Falcons da Nigéria. É uma jogadora versátil que pode jogar EM diferentes posições em campo. Atualmente, como meio-campo, veste a camisola do sueco Eskilstuna United. Nos Super Falcons, seleção da Nigéria, jogou no Campeonato Africano Feminino em 2010, 2012 e 2014.

10. Ange N’Guessan (Costa do Marfim)

Ange é uma jogadora de futebol da Costa do Marfim, na posição de ponta de lança. A sua primeira aparição pela seleção nacional foi a 15 de maio de 2015. Atualmente, joga pelo Granadilla Tenerife. Anteriormente, passou pelo Gintra-Universitetas, FC Barcelona,​ entre outros.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.