Michael B. Jordan, 33 anos, foi considerado como o “homem mais sexy vivo” pela revista People. A eleição do ator faz história, por ser um homem negro a ser escolhido pelo terceiro ano consecutivo.

A novidade foi anunciada no talk-show de Jimmy Kimmel, onde Michael B. Jordan apareceu fantasiado de forma a não ser reconhecido, até que vários telespectadores iam tentado adivinhar quem seria o eleito.

Sobre ser elegido, Michael disse à People que é “uma sensação boa” e acrescentou dizendo que ser o mais sexy “é um bom clube para se fazer parte”.

Michael entra no topo dos sex symbol elegidos pela revista People e faz história por ser o terceiro ano consecutivo que um homem negro ganha o título, depois de Idris Elba, em 2018, e John Legend, em 2019.

Durante o ano, o ator foi uma das personalidades que mais se destacou durante os protestos que surgiram depois da morte de George Floyd em Mineápolis, chegando a fazer parte também da organização filantrópica, Color of Change.

Jordan começou o seu trajeto no mundo dos ecrãs como ator infantil. Em 2015, desempenhou o papel principal de Creed: O Legado de Rocky e, três anos mais tarde, foi o vilão do intenso e histórico filme Pantera Negra, contracenando com o falecido Chadwick Boseman.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Carrego a cultura kimbundu nas veias. A minha angolanidade está presente a cada palavra proferida. Sou apologista de que a conversa pode mudar o mundo pois a guerra surgiu também de uma. O meu mantra é "o conhecimento gera libertação e libertação gera paz mental, portanto, não seja recluso da ignorância".