Edi Barreiros, João Luizo, Fábio Martins e Catarina Sanches são os quatros suspeitos da morte do rapper Mota Jr, acusados pelo Ministério Público de Sintra.

A acusação defende que os três principais suspeitos se mantenham em prisão preventiva, enquanto a jovem de 22 anos fique em domiciliária.

O objetivo do crime premeditado era roubar o artista, mas este veio a morrer em consequência da gravidade das suas agressões. Catarina Sanches, inicialmente referenciada como a única testemunha do caso, foi alegadamente o isco do plano, tendo-se aproximado de Mota para ganhar a sua confiança. Ao todo, o crime rendeu-lhes 1600 euros, de acordo com o avançado pela imprensa portuguesa que teve acesso à documentação da acusação.

No dia 14 de março, Catarina e David Mota terão combinado encontrarem-se em Oeiras. Dali partiram para a casa do rapper, em São Marcos, parando antes no McDonald’s. Chegados ao prédio onde o artista morava, de acordo com o despacho de acusação, depararam-se com Edi Barreiros, João Luizo e Fábio Martins, que se encontravam escondidos. De imediato, apontaram uma arma de fogo ao casal, ordenando a Catarina para “sair dali”, começando a agredir violentamente David Mota.

Perante os gritos de Mota, os suspeitos decidiram retirar a vítima de dentro do edifício, levando-o até a um túnel nas imediações, onde o continuaram a agredir. Com o músico inanimado, o grupo atou-lhe as mãos e os pés, sendo que voltou a entrar no prédio para subir ao apartamento da vítima e roubar objetos de valor. Porém, devido à presença de duas moradoras, desistiram do plano.

Com o rapper na bagageira, os suspeitos regressaram às respetivas casas, trocando de roupa e voltaram a rua para levar o corpo de David Mota até Sesimbra, onde o abandonaram. No dia 15 de março, já com a família do músico a dar conta do desaparecimento deste, Edi Barreiros, João Luizo e Fábio Martins regressaram à casa de David Mota e roubaram vários objetos em ouro que, nesse mesmo dia, tentaram vender em várias lojas.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

[Fancy_Facebook_Comments]