Jota.Pê | DR

“Zero”: Jota.Pê lança versão acústica de sucesso de Liniker

Jota.Pê, músico e compositor brasileiro, que participou do “The Voice Brasil” em 2017, acaba de lançar em todas as plataformas digitais uma versão acústica de “Zero”, música de Liniker e os Caramelows, lançada em 2015.

A produção com nova roupagem deste título foi um desafio que o artista aceitou com “muita responsabilidade e maturidade”, podemos ler no comunicado enviado à redação.

“É curiosa a maneira como esse som resolveu nascer. Na verdade, eu sempre tive admiração pela Liniker e um certo medo de cantar coisas dela, porque a Liniker é uma das artistas mais gigantes que esse país já produziu. Eu acredito muito nisso. Eu pensava: “Olha, eu não tenho essa moral para cantar as músicas dela, não”. Mas aí, de tanto a galera pedir nas minhas lives, eu resolvi cantar. Postei um vídeo de um ensaio meu nos stories, e a Liniker comentou, e os Caramelows também. A partir disso, eu tive a ideia de lançar “Zero”. Eu estava com um ‘medinho’ de lançar, mas foi legal porque mandamos para a Liniker, e ela amou a versão, veio falar comigo e tudo”, explicou.

“Zero”, na voz de Jotta.Pê, ganhou um tom intimista e textural, com alguns vocais, violões e arranjos de piano.

O cantor e compositor lançou o seu primeiro álbum, Crônicas de um Sonhador, em novembro de 2015, e, recentemente, três singles do EP Garoa, onde além de testar novos balanços e musicalidade, quis transmitir ao seu público que, apesar dos problemas do quotidiano, “ter fé nos sonhos é o que mais importa”.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.

nv-author-image

Edna Domingos

Leitura é o meu forte, amo a escrita. Descobri que a essência da vida está nas descobertas não feitas