Landim tem nova obra nas ruas. MóhNaLizza é um EP de boas energias, que soa ao bom velho Landim mas com nova sonoridade e feats inesperadas. Estivemos a falar com o rapper de Mem-Martins para conhecer melhor o processo de produção e as suas expectativas para 2021.

Produzir este projeto “foi um processo rápido e prático”, que acabou por ficar “na gaveta” por causa da pandemia.

Com nove faixas, uma das quais com uma homenagem ao “conterrâneo” Mota Jr, MóhNaLizza “vai ao encontro daquilo que as pessoas do meio onde vivo precisam ouvir”, diz-nos Landim. Nada que surpreenda do rapper, considerando as suas habituais lyrics com base no que vem do fundo da sua alma e daquilo que é a realidade do que vai observando à sua volta.

Sobre o nome do projeto, só os mais desatentos não entenderão. “É um trocadilho que representa o ambiente que se vive hoje em Lisboa e com o meu nome no Instagram, Da Vinci.” E sobre esse ambiente, basta ouvir Xpid, onde se descreve a cidade, essa selva urbana que nos mantém selvagens.

Chyna, $tag One e Piri BXD assinam as participações cujos beats “procuram novos ouvidos”, ressalvando a importância e agradecimento à sua fã base que o acompanha desde o início. Quanto à produção, é uma obra de arte sonora pintada a duas mãos: Migz e Go Crazy.

Sobre a sua incursão em sonoridades como o trap, Landim explica que as barreiras não devem existir na arte. “Pouco mudámos na mensagem. Só a métrica é que tem de ser trabalhada de forma diferente, por causa do beat trap. Depende do ouvinte, mas não quer dizer que por ser um beat de trap não está lá uma mensagem com tronco e membros. Enquanto músicos não podemos ter limites.”

Questionado sobre a forma como a pandemia afetou o seu trabalho, a resposta é certeira: “É estranho mas ao mesmo tempo é tipo um prémio para os ouvintes. Estamos a passar um momento difícil mas é tipo um prémio de distração boa para os ouvintes terem para tirarem a cabeça das dificuldades. Mas enquanto artista, um gajo tem saudades do palco, do convívio, da interação com o público. Tivemos de nos reinventar, fazer lives e fazer outro tipo de conteúdo.”

Para 2021, o rapper garante que as perspetivas são boas. “Este ano passámos o tempo todo no estúdio a gravar, então, em 2021, o plano é fazer videoclipes, concertos, lançar mais artistas, fazer featurings e, com ou sem covid, continuar a pressionar.”

Para ouvires MóhNaLizza, deste peso pesado do rap croulo, basta acederes às diferentes plataformas de streaming.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.

[Fancy_Facebook_Comments]