A Assembleia Parlamentar da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (AP-CPLP) aprovou uma moção de solidariedade para com Moçambique, face aos ataques registados em Cabo Delgado, norte do país, que já causaram mais de duas mil mortes.

A posição foi divulgada pelo deputado angolano Virgílio de Fontes Pereira, presidente do grupo nacional de acompanhamento à AP-CPLP, no final da reunião extraordinária dos presidentes dos grupos nacionais da AP-CPLP, realizada por vídeo-conferência.

Virgílio de Fontes Pereira frisou, em declarações à imprensa, que a iniciativa de discussão e aprovação da moção foi de Angola, e “felizmente, toda a comunidade aderiu”.

“Fica aqui marcada por isso a expressão de solidariedade de toda a comunidade parlamentar da CPLP para com o povo moçambicano, no sentido de que esperamos que esta situação que tem assolado e dela tem proporcionado a perda de vidas e bens materiais, possa resolver-se o mais rápido possível e Moçambique viver a paz que tão necessita para o seu desenvolvimento”, salientou.

A violência armada em Cabo Delgado, onde se desenvolve o maior investimento multinacional privado de África, para a exploração de gás natural, está a provocar uma crise humanitária com mais de duas mil mortes e 560 mil pessoas deslocadas, sem habitação, nem alimentos, concentrando-se sobretudo na capital provincial, Pemba.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.

[Fancy_Facebook_Comments]