A Trap Queen, como também é conhecida Mamy, lançou o videocliope do remix de “Spitter”, a música de Dji Tafinha onde participou e que, agora, tanto faz falar de si.

Com poucos dias de lançamento, “Spitter Remix” já fez furor na cena hip hop angolana e, de acordo com os comentários nas redes sociais, atribui à rapper o reconhecimento pela sua performance acutilante.

Segundo a artista, esta é uma forma de “dizer adeus a 2020”, com um flow feroz e uma habilidade lírica mordaz.

Mamy é dos nomes que mais se destaca na cena do Hip-Hop angolana da atualidade. Natural de Luanda, onde nasceu a 1 de fevereiro de ’88, a rapper cresceu em Lisboa, onde em 2009 começou a carreira artística. Hoje, além do rap, Mamy incorporou na sua via a locução de rádio, a composição e o ativismo.

A artista é conhecida pela sua composição arrojada e o resultado disso são o álbum Génesys, 2016, Femme Fatale, 2019 e o projeto Rapvolução, em colaboração com outras rappers angolanas. Este último foi o que lhe proporcionou o salto para a ribalta, com indicações aos prémios Angola Hip-Hop Awards.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.
[Fancy_Facebook_Comments]