Nesta segunda semana de janeiro, o top dos artigos mais clicados é liderado pela lista dos únicos sete bilionários negros dos Estados Unidos; seguindo-se a apresentação de Boaz, um artista guineense que quer conquistar a kizomba; a petição de artistas para a realização de uma nova versão do filme da Pixar “Soul”; o primeiro episódio da quarta temporada do BANTUMENPodcast com o campeão mundial de Jiu Jitsu Carlos Injai e a apresentação do single de Badoxa intitulado “Homem Que É Homem”, uma kizomba que fala sobre violência doméstica.

1- Estes são os únicos bilionários negros dos EUA

Existem no mundo 2.095 pessoas com fortunas pessoas avaliadas em mais de um bilhão de dólares. Segundo o Business Insider, 614 destes bilionários estão localizados nos Estados Unidos e somente sete são negros.

As sete personalidades negras que fazem parte da lista dos bilionários exercem funções no mundo do entretenimento, moda, investimento e da arte e, de forma direta, criam projetos para ajudar comunidades mundiais carenciadas.

2- Boaz, a nova voz guineense da kizomba

No mundo bíblico temos Boaz, um homem judeu muito respeitado e rico. No mundo da música temos Boaz Embali, um jovem guineense que teve uma educação baseada na religião e que, atualmente, quer ser uma das vozes de referência no mundo da kizomba feita em português.

O primeiro som a sair este ano tem o título de “Controla”. Segundo Boaz, a música fala sobre o “domínio e controlo que as mulheres às vezes têm sobre os homens, sem querer generalizar”.

3- Artistas assinam petição que pede nova versão de “Soul”

Diversas personalidades da cultura e sociedade portuguesa assinaram uma petição – que pode ser lida aqui – para uma nova versão portuguesa do filme da Disney “Soul”, pedindo a entrada em cena de vozes negras que representem a “importância histórica” do momento. 

O filme está a gerar polémica pois tem um elenco maioritariamente negro e a voz de atores negros na versão original mas, na versão portuguesa, a dobragem foi feita por atores brancos.

4- Carlos Injai, o campeão guineense que nasceu em Coimbra

Carlos Injai é o primeiro convidado da quarta e nova temporada do BANTUMENPodcasts. O campeão da medalha de ouro da última edição do Abu Dhabi Grand Slam World Tour Jiu-Jitsu, na categoria peso meio-pesado, 85kg, sentou-se com Eddie Pipocas na primeira semana de 2021 e partilhou a sua história desportiva, que começou no futebol.

O campeão nasceu na cidade de Coimbra, Portugal, em 1984, mas compete pela Guiné-Bissau devido às suas origem. Foi ali que os seus pais nasceram e é onde tem ancorada a base do seu ser, enquanto homem e africano.

5- Badoxa canta sobre violência doméstica em “Homem que é homem”

Badoxa lançou nova música no primeiro dia do ano e a mesma tem sido aclamada pelo público devido à sua poderosa mensagem contra a violência doméstica. “Homem que é homem” tem a produção e letra de Badoxa e o videoclipe tem a “mão” da One Movie.

No videoclipe, lançado em conjunto com a música, no canal da É-Karga Music Ent, lemos que “todos podemos ser vítimas de violência doméstica”, independentemente da nossa condição social, género, orientação social ou religião.

[Fancy_Facebook_Comments]