Thinx - Menstruação - Saúde feminina | DR

Thinx e o tabu que a menstruação nunca deveria ter sido

Apesar de ser uma função natural do organismo e um dos responsáveis pela existência da humanidade, a menstruação continua a ser um tema constrangedor.

Consequência da misoginia, o assunto é envolto em pudor e é considerado tabu. Em setembro de 2019, por exemplo, telespetadores australianos apresentaram queixa à entidade reguladora da publicidade, porque uma marca de pensos higiénicos ousou representar a menstruação com cor… vermelha.

2020 ficou marcado pela pandemia e os seus efeitos a todos os níveis da nossa esfera social, a nível mundial, mas com ela também surgiu uma onda de empreendedores e empresários que nas suas áreas de atuação tiveram de se reinventar e dar novo significado aos seus empreendimentos e desta feita, falamos de como a marca Thinx, que trabalha com produtos íntimos para a mulher, revolucionou o seu panorama comercial.

Mãos e mentes que pensam de forma global e inclusiva desenvolveram cuecas com capacidade para absorverem o sangue que o corpo da mulher liberta quando ocorre o período menstrual.

A Thinx já tinha anteriormente lançado uma campanha publicitária com algum impacto e quando decidiram lançar as cuecas absorventes de sangue menstrual, criaram uma publicidade que tem tudo para romper, ser inovadora e quebrar tabus. 

Nessa mesma publicidade é possível vermos aquela que é a realidade de milhões de mulheres à volta do globo, que é acordar menstruadas e por isso com vestígios de sangue na roupa e na cama.

As imagens são explícitas e mostram como o produto Thinx pode mudar estes acordares, com o uso de cuecas com um grande poder de absorção, com maior facilidade de tratamento e com uma componente ecológica e auto-sustentável.

Sem grandes surpresas, a campanha foi rejeitada por redes televisivas internacionais, como a Hallmark e a Baby Network, mas a TLC, a HGTV, a Dish Women e a Bravo concordaram em transmitir o anúncio. 

“As respostas variaram de ‘não mostrarmos sangue’ a ‘não mostramos sangue menstrual dessa forma’”, diz Hilary Fischer-Groban, directora da marca. “Essa não era a intenção aqui, fazer um anúncio polémico”, explica.

No entanto, a pandemia acabou por potenciar de forma relevante este produto porque, estando confinadas, as mulheres tiveram maior predisposição a experimentar as cuecas pois, mesmo que o resultado não fosse tão positivo, não correriam o risco de ficarem sujas de sangue em espaços públicos.

As redes sociais têm também um peso importante na divulgação e mudança de paradigma em relação ao tema, pela maior liberdade na difusão da informação.

A marca cresceu 40% no seu negócio de venda ao consumidor em 2020, e teve um crescimento de 400% no seu negócio complementar.

A Thinx é norte-americana mas, no panorama das marcas europeias temos também a Pantone que criou uma tonalidade de vermelho chamada “period red” com a marca sueca Intimina, assim como a Essity Libresse divulgou a campanha Blood Normal com Womb Stories, o que revela um passo em frente nesta temática rumo a uma mudança que há muito é necessária, assim como refere Fischer-Groban.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.

nv-author-image

Maria Barbosa

Irrequieta, consciente e com muita sede de aprender! Encontrei na liberdade criativa da BANTUMEN uma das minhas mais valiosas oportunidades de mudar o mundo.