O Deezer, serviço francês de streaming, efetuou mudanças no seu modus operandi e abriu a possibilidade de marcas puderem patrocinar playlists populares na App, um recurso que até alguns meses era impossível por causa de políticas internas de funcionamento.

Em nota de esclarecimento, o serviço de streaming adiantou que a mudança visa permitir que os anunciantes se aproximem de milhões de assinantes gratuitos inscritos naquela App de streaming de músicas que também já está disponível em Angola.

Com o novo recurso, as marcas podem apoiar exclusivamente qualquer uma das listas de reprodução populares do Deezer que se encaixem na sua oferta e público-alvo. 

Além disso, a lista de reprodução escolhida apresentará uma grande imagem da empresa no cabeçalho, juntamente com um link para o seu site e anúncios de áudio dedicados.

“A capacidade de patrocinar as nossas listas de reprodução com curadoria abre novas oportunidades para as marcas se conectarem a públicos relevantes e engajados”, disse a vice-presidente da empresa responsável pelas vendas de publicidade, Emilie Proyart.

“As playlists do Deezer são selecionadas pelos nossos editores especializados, e a opção de patrocínio oferece às marcas a oportunidade de ficar perto da música com anúncios visuais e de áudio complementares.”

A marca de fones de ouvido Marshall atualmente patrocina duas das maiores playlists pop do Deezer, na França, a saber, Poptop e Pop All-stars. Poptop possui 317.690 seguidores, enquanto Pop All-stars tem atualmente cerca de 475.000 seguidores. Proyart observou que a sua empresa “já está a trabalhar com marcas em França, Turquia e Egito e espera oferecer essa solução a mais empresas ao redor do mundo”.

Esta nova política de funcionamento da Deezer mostra a resistência perdida com o passar do tempo por parte das Apps de streaming no que tange a publicidade paga na APP, durante um tempo os pioneiros do streaming preferiram passar ao lado da polémica, um exemplo prático foi o facto da Netflix ter se negado em aceitar publicidade paga na App.

Fundada em 2013 pelos empresários Daniel Marhely e Jonathan Benassaya, a Deezer está atualmente disponível em mais de 180 países, com 14 milhões de usuários ativos mensais e 7 milhões de assinantes pagos em janeiro de 2019.

A empresa, avaliada em 1,4 bilhão de dólares em julho de 2020, possui uma biblioteca com cerca de 56 milhões de faixas licenciadas e mais de 30.000 canais de rádio.

Enquanto isso, o Deezer lançou no mês passado listas de reprodução colaborativas para permitir que os seus usuários do Android criem ou editem listas de reprodução existentes com os seus amigos. Esse recurso, que já está disponível para todos os utilizadores de desktop e web, também é esperado em breve no iOS.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.

[Fancy_Facebook_Comments]