Movimento “Black Lives Matter” nomeado para o prémio Nobel da Paz

O movimento Black Lives Matter foi nomeado para o Prémio Nobel da Paz de 2021, de acordo com o The Guardian. Todos os anos são submetidas indicações para o prémio, no ano passado foram mais de 300, e o distinguido foi o Programa Alimentar Mundial.

A indicação do movimento social foi submetida pelo deputado socialista do Parlamento sueco, Petter Eide. No documento que entregou para justificar a sua nomeação, o deputado salientou que o movimento originário dos Estados Unidos forçou outros países a confrontarem o racismo nas suas sociedades.

“Acho que um dos desafios essenciais que temos visto na América, mas também na Europa e na Ásia, é o conflito crescente baseado na desigualdade. O Black Lives Matter tornou-se um movimento muito importante a nível mundial no combate à injustiça racial. Eles conseguiram um feito tremendo ao criarem uma consciencialização global sobre a injustiça racial”.

Petter acrescentou ainda que uma das coisas que o impressionou no Black Lives Matter foi a capacidade de “mobilizarem pessoas de todos os grupos da sociedade, não apenas afro-americanos, não apenas os oprimidos, tem sido um movimento amplo, de uma forma diferente dos seus antecessores”.

O deputado defende a nomeação do Black Lives Matter por considerar que é a “força global mais sólida contra o racismo” e, caso vença o Nobel da Paz, “enviará uma mensagem poderosa de que a paz é baseada na igualdade, solidariedade e direitos humanos”, algo que “todos os países devem respeitar”.

Essa realidade é evidenciada por dados apresentados pelo Projeto de Localização de Conflitos Armados e Dados de Eventos (ACLED). A análise da organização não-governamental revela que 93% das manifestações associadas ao “Black Lives Matter” não provocaram danos graves em pessoas ou propriedades.

Black Lives Matter foi fundado em 2013 por Opal Tometi, Alicia Garza e Patrisse Cullors em resposta à absolvição de George Zimmerman, o homem que matou o jovem Trayvon Martin a tiro.

O Comité recebe ainda indicações para o Nobel da Paz até 1 de fevereiro e, no final de março, é elaborada uma lista mais restrita de candidatos. O vencedor será conhecido em outubro e a cerimónia da entrega do prémio realiza-se a 10 de dezembro.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.

Wilds Gomes

Sou um tipo fora do vulgar, tal e qual o meu nome. Vivo num caos organizado entre o Ethos, Pathos e Logos - coisas que aprendi no curso de Comunicação e Jornalismo. Do Calulu de São Tomé a Cachupa de Cabo-Verde, tenho as raízes lusófonas bem vincadas. Sou tudo e um pouco, e de tudo escrevo, afinal tudo é possível quando se escreve.