Livros, biblioteca | @Janko Ferlic

Em Lisboa, bibliotecas vão fazer entregas ao domicílio

A rede de bibliotecas de Lisboa está a desenvolver um serviço de entrega de livros ao domicílio, que pretende continuar a funcionar mesmo após a pandemia, anunciou a vereadora da Cultura da autarquia.

O serviço designa-se “BLX à Sua Porta”, disse Catarina Vaz Pinto (PS), salientando que a ideia é que a medida “permaneça além da pandemia, para também poder satisfazer as necessidades das pessoas com mobilidade condicionada”. 

A vereadora falava na sessão plenária da Assembleia Municipal de Lisboa (AML), que decorreu por videoconferência, depois de apresentada uma recomendação do CDS-PP para que os cidadãos possam requisitar livros ‘online’ e recebê-los nas suas casas, numa altura em que as bibliotecas estão encerradas.

A autarca não precisou, porém, quando é que o serviço estará em condições de começar a funcionar.

“O livro é mais que um conjunto de folhas de papel impressas. É fonte de satisfação, de alegrias e de conhecimento, enriquecendo a vida e aumentando o valor da existência de cada pessoa. É através deles que aprendemos, libertamos, viajamos, fantasiamos e sonhamos”, defendem os centristas no documento, aprovado por unanimidade.

A assembleia municipal aprovou ainda uma recomendação para que a Câmara de Lisboa, presidida pelo socialista Fernando Medina, afira a viabilidade de criar uma “Plataforma Digital Municipal, de partilha de conteúdos culturais em diversos formatos”, onde os criadores possam expor ou apresentar a sua arte. 

Catarina Vaz Pinto notou, porém, que a questão da plataforma é “um mecanismo demasiado complexo”, apesar de defender que a cultura deve continuar a chegar às pessoas. 

A autarca salientou que “a cultura digital é algo que vai ficar para além da pandemia” e que o seu pelouro está a trabalhar no tema “com toda a seriedade”.

Na sessão, a AML aprovou também uma recomendação do Partido da Terra para a promoção de atividades culturais ‘online’, assim como o “acesso ‘online’ gratuito” aos catálogos das bibliotecas municipais”.

Livros em regime ‘take-away’ e de entregas ao domicílio ou visitas virtuais aos museus sob gestão da empresa municipal EGEAC, responsável por equipamentos de animação cultural, foram outras das recomendações aprovadas.

No Período de Antes da Ordem do Dia (PAOD) foi também aprovada uma recomendação do PS que visa promover o desporto em casa, com aulas de ginástica ‘online’, no âmbito da Lisboa Capital Europeia do Desporto 2021.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.

BANTULOJA
nv-author-image

BANTUMEN c/ agências

A BANTUMEN é um magazine eletrónico em português, com conteúdos próprios, que procura refletir a atualidade da cultura urbana da Lusofonia, com enfoque nos PALOP e na sua diáspora.