Sidjay

“Nós, fazedores da arte, devíamos é promover mais diversidade”, Sidjay

Sidjay é um rapper angolano que alia o hip hop ao rnb à moda old school mas com um toque fresh.

Originário do Rocha Pinto, Luanda, no registo civil, Sidjay responde por Sidoni Monteiro. Um jovem rapper na casa dos 20 anos, dono de uma versatilidade fora do comum. Sidjay tem como base principal o rhythm and blues, com referências dos anos ’90 dentro da música angolana e internacional.

O artista embarcou na música em 2012, quando ainda estava no ensino secundário. Com os colegas formou o grupo Titânia, que não durou na linha do tempo devido às diferentes escolhas académicas dos integrantes.

Em 2014, a convite de Underskillz, integrou os Flava Sava, também conhecido como Flava Gang, um dos grupos pioneiros da nova geração do rap angolano.

Para o luandense, a música angolana tem estado a evoluir a cada dia, mas “nós, fazedores da arte, devíamos é promover mais diversidade”, disse o artista que acrescentou: “é preciso haver um espaço para todos os estilos, desde plataformas para os artistas divulgarem os seus trabalhos e mais mecanismos para que os mesmos possam viver deles.”

Professor de Física no ensino médio, Sidjay nunca escondeu que o seu sonho é perseverar na música. “Com o passar do tempo vou vendo o poder que as palavras aliadas à melodia têm na vida das pessoas e sei que com ela podemos moldar, influenciar e edificar vidas, portanto quero chegar aos quatro cantos do mundo. Para trabalhar com os melhores, encher concertos, cantar com uma orquestra sinfónica e poder mostrar aos mais novos que vêm do block que com esforço podemos chegar até ao inimaginável”, explica o rapper.

Nesta sua caminhada, num futuro, quem sabe próximo, quer trabalhar com nomes como “Richie Campbell, o mestre Paulo flores, a super Nenny e NGA”, revelou.

Na sua estante discográfica, o rapper já conta com cinco obras, entre elas, quatro colaborativas com o seu gang e uma a solo: em 2015 FLAVA GANG x DJ Sipoda, de Flava Sava; em 2016 a mixtape Gangbangaz, com Underskillz e Chief Gooz, e EP Amor e Outras Drogas, com Verbiz; em 2019 EP MAC (Mente, Alma e Coração), com Sérgio Figura e Tozé Gonçalves e, por fim, Alma, a sua primeira obra a solo lançada no ano passado.

Lançado em maio de 2020, o projeto Alma, de cinco faixas, resume-se em 16 minutos de R&B, trapsoul e trap, onde o Sidjay fala essencialmente do que lhe é íntimo. “As coisas que todos nós sentimos, desde o amor, à dor, passando pelas lutas. Simplesmente, tentei radiografar a minha alma e acabei por ver que inúmeras pessoas se identificam”, explicou à BANTUMEN.

Para a estruturação do projeto, o rapper trabalhou com Marley do Beat e conta com a participação de Tozé Gonçalves, seu colega nos FLAVA.

Quanto à sua agenda de projetos, Sidjay e AmOrexOm Agenciamento, a empresa que cuida da sua carreira, têm trabalhado com a dupla de DJs Double Q e Síria Marques, portanto em breve deveremos ter novidades.

De lembrar também que, este ano, o rapper participou no terceiro episódio de Poetas de Bairro, do projeto Ritmo Antes Poesia, com Lizzy Dreamz, Luso, Soly, Soldier, Duc, Slim Boy e Muta.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com

TRABALHO DE PRETO
nv-author-image

Marito Varela

De Benguela para o mundo. Dos blogs, da música, das tecnologias e das ciências.