Ayra Starr, com 18 anos, encabeça a lista dos próximos superstars africanos

Ayra Starr é uma cantora de afropop ningeriana, com origens no Benin, que, com apenas 18 anos, tem alcançado números e uma popularidade que a catapultam para a liderança no que respeita à vanguarda da próxima geração de artistas africanos.

Baptizada com o nome Onyinkansola Aderibigbe, Ayra Starr passou de freestyler no Instagram para assinar com a Mavin Records, uma das mais importantes labels africanas, fundada em 2012 e responsável pelo sucesso de artistas como Wande Cole, Tiwa Savage e Reekado Banks. Desse “casamento” surgiu o seu EP homónimo, que a tornou viral nas redes sociais em menos de 24 horas. Essa projeção é algo que a própria já previa desde a infância. Numa entrevista recente, a artista revelou que, na escola, pedia aos colegas para a tratarem com alguma simpatia porque, um dia, viria a tornar-se numa estrela.

Apesar de ter construído a sua fã base com covers, Ayra Starr mostrou-se ao mundo com uma música original, “Damage”, lançada em dezembro de 2019.

Com uma voz inegavelmente forte e única, que agora canaliza para criar uma mistura de Afropop, Afrobeats e RnB, Ayra conseguiu criar um nicho para si mesma. Passando a maior parte do tempo entre Lagos, Nigéria, e Cotonou, no Benin, a artista acabou por incorporar na sua própria musicalidade, o que aprendeu e assimilou dessas duas culturas diferentes.

Com cinco faixas, o seu EP tem a duração de 14 minutos e fala sobre a vida, o crescimento, o amor e as mudanças da perspectiva de uma mulher nigeriana da Geração Z, com inspiração num afrobeat que se funde no rnb.

Duas semanas após este lançamento, Ayra tinha quase 30 mil ouvintes mensais no Spotify. Hoje, são mais de 200 mil. “Away”, a música que mais destaque tem tido, é um sucesso óbvio, tendo conquistado o lugar cimeiro das tendências nigerianas no YouTube e estreando-se como uma das 20 músicas mais tocadas na rádio daquele país.

A Apple Music também anunciou recentemente que Ayra vai integrar o “Africa Rising”, um programa exclusivo de desenvolvimento de artistas, com uma lista de reprodução associada, voltada para identificar, mostrar e elevar o talento em ascensão e apresentar a próxima geração de super estrelas africanas.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.

TRABALHO DE PRETO
nv-author-image

Mauro Aghuas

Pai de 2| Linux entusiasta| Fã de Cazuza | amante da cultura Hip-Hop e apaixonado por festivais de Rock em Angola