Da produção para os microfones, KhreezBeatz fala-nos sobre o que quer para a sua carreira

A BANTUMEN falou recentemente com KhreezBeatz, um jovem produtor e rapper que nos falou um pouco sobre os seus trabalhos musicais, conquistas, sonhos, e sobre o seu novo single, “Love”, com a participação de D.B.

Natural de Saurimo, província da Lunda Sul (Angola), Francisco Satombo, nome de registo, responde artisticamente por KhreezBeatz. É um jovem de 29 anos, que vive no bairro do Cassenda, distrito urbano da Maianga, Luanda, e é rapper desde 2005, quando tinha 13 anos. A música acabou por se tornar numa ponte de ligação com a memória do seu pai falecido, apesar de não ter tido um relação dita normal com os seus progenitores. “Tive uma infância boa e ao mesmo tempo complicada. Fui daquela crianças que crescem sem o amor incondicional dos seus pais, e isso me fez ter uma infância fora do normal.”

Tudo começou no Cassenda, quando Khreez fazia uso do FL Studio (programa para produções musical), que conseguiu através de Dred Mangi, um produtor que na altura dispensava apresentações naquele bairro. “Disse-lhe que também tinha o sonho de produzir um dia e pedi para que me enviasse o programa para o que eu o explorasse”. Contudo, a resposta do produtor foi inesperada. “Disse-me que gostaria muito de me ensinar [a mexer no programa]”, mas o tempo não o permitiu. Depois desse episódio, o “meu passatempo era ficar trancado no quarto a fazer beats que só eu gostava, porque eram muito podres”.

A primeira produção surgiu de muitos pensamentos, saudades e lágrimas porque, no início, “só usava o FL Studio quando pensava no meu pai”, explicou Khreez.

O seu nome artístico surgiu da junção das letras dos nomes do seu avô, Deus, e dos seus pais, formando assim KhreezBeatz.

Atualmente, faz parte do agrupamento de produtores, Chronics, junto com Venom V e King Beatz, que assinam a produção das conhecidas faixas “Cair com Cadeira” Remix (Feat. JP da Maika, Kelson Most Wanted e Eva RapDiva)”, de OG Vuino, “Avisa Que Tamu Back” de Projeto X e também de “Silêncio”, do projecto Clepatia de Preto Show e Biura.

Além da música, Khreez atuava no sector petrolífero, em alto mar. “Em 2014 estava a fazer o segundo ano de Gestão de Empresas. Após receber a proposta de emprego tive de fazer uma pausa na universidade, porque ficava quatro meses em alto mar a trabalhar e dois em terra, isto durante quase cinco anos.”.

Apesar do trabalho que lhe roubava muito tempo, Khreez não deixou de investir na música. Sempre que ia para alto mar, levava consigo o seu estúdio portátil e, nas folgas, a primeira coisa que fazia era abrir o FL Studio, como passatempo e para atender os seus clientes. Foi assim que produziu as faixas acima e que se tornaram hits em Angola.

Durante a sua trajetória, o produtor e rapper já trabalhou com alguns nomes de peso do movimento hip hop angolano, entre eles Eliei, Lil Jorge, Cellz, Afrikanas, Obie, Kadaff, OG Vuino, Projecto X, Cage One, Biura, Preto Show, Ascensão Music, Phedilson, assim como o kudurista Game Walla. Nessa lista de colaborações, o artista pretende trabalhar também com Anselmo Ralph, Big Nelo, Edmázia Mayembe, Cef Tanzy, NGA, Prodígio, Pérola, Diva Ary, C4 Pedro, Yola Semedo, Paulo Flores e Matias Damásio.

Apesar de levar a produção mais a sério do que aquilo que vai fazendo com o microfone, Khreez está decidido a focar-se nessa parte. Fruto disso são as músicas “Reza por Mim (Feat. Sandocan e Kadaff)”, de OG Vuino, e “Sem Tempo (Feat. Young Double)”, de Cellz.

Na sua empreitada, a sua motivação é confiar nos seus instintos, porque “são mensagens da alma. Sempre positivo, trabalhar duro e fazer acontecer, porque Deus dá sempre resposta”. Esta é a mensagem que passa aos seus ouvintes.

Atualmente, em alusão ao Março Mulher, Khreez lançou “Love”, dedicado à sua amada. A música tem a participação de D.B. e na parte técnica, conta com a produção total de KhreezBeatz.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.

TRABALHO DE PRETO
nv-author-image

Marito Varela

De Benguela para o mundo. Dos blogs, da música, das tecnologias e das ciências.