Locker Room, a nova alternativa do Spotify

O Spotify anunciou que adquiriu a Betty Labs, a empresa por trás da app Locker Room, que é basicamente um aplicativo de áudio ao vivo para fãs de desporto.

Desde o lançamento do ClubHouse, que criadores de conteúdo e fãs têm chamado a atenção do Spotify para a possibilidade de ter formatos ao vivo. “Estamos entusiasmados porque o mundo já nos procura por música, podcasts e outras experiências de áudio exclusivas, e esta nova experiência de áudio ao vivo é uma adição poderosa que irá aprimorar e estender a experiência on-demand que oferecemos hoje”, explicou Gustav Söderström, Chefe de Pesquisa e Desenvolvimento do Spotify.

“Esta aquisição complementa o nosso trabalho para criar formatos de áudio futuros e irá acelerar a entrada do Spotify no espaço de áudio ao vivo”, continuou.

A empresa diz que nos próximos meses, o serviço irá evoluir e expandir o Locker Room numa experiência de áudio ao vivo destinada a criadores e fãs, oferecendo uma variedade de conteúdo, entre desportos, música e cultura, bem como uma série de recursos interativos em tempo real.

O Spotify não é o único que está a tentar competir com o Clubhouse. O Twitter está quase pronto para lançar a sua nova ferramenta, Spaces, que permite que os usuários conversem usando voz, dentro da plataforma. O Instagram, por outro lado, lançou a capacidade de adicionar mais pessoas a um vídeo ao vivo. O Facebook também foi relatado para trabalhar em um concorrente do Clubhouse chamado Live Audio.

Sendo uma app exclusiva para iOS, com esta nova aquisição, o Spotify tem a ideia de levar a Locker Room a todos os dispositivos, sendo o mais óbvio, a sua entrada no mundo Android.

Outro objetivo do Locker Room é abrir a sua utilização não apenas para os fazedores de arte mas também, alargar a todos o que pretendem criar canais de conversa sobre qualquer tipo de assunto ou tema, tentando primeiramente focar-se na cultura, desporto e na música.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.

nv-author-image

Bruno Dinis

Carrego a cultura kimbundu nas minhas veias. Angolanidade está presente a cada palavra proferida por mim. Sou apologista de que a conversa pode mudar o mundo pois a guerra surgiu também de uma. O conhecimento gera libertação e libertação gera paz mental, por tanto, não seja recluso da ignorância.