Em dia de “Rebobina”, Masta não admite que se questione a união da Força Suprema

Masta tem nova faixa a tocar nas ruas. “Rebobina” é o primeiro single de 2021 do rapper da linha Sintra e membro da Força Suprema.

O single estreou-se primeiro no canal televisivo Afro Music Channel e na manhã desta quarta-feira, 31, no canal de YouTube do rapper.

“Rebobina” tem a produção de Lokz, membro da CPK Records, e a participação de Txo Boy Deezy. Segundo Masta, este é um single que faz parte do EP colaborativo entre o produtor Lokz e o rapper, que está previsto ser lançado ainda neste primeiro semestre de 2021.

O vídeo foi gravado em fevereiro, entre Coimbra e Serra da Estrela, situadas na região do Centro de Portugal. A Serra da Estrela é um dos poucos pontos no país onde neva com regularidade no inverno. A direcção do vídeo ficou a cargo da Talisman Films.

Conversámos com Masta sobre o novo trabalho e também aproveitamos a oportunidade para saber como andam as saudades da Força Suprema. E sobre isto, o rapper foi muito especifico: “Eu não aceito nem não admito que nos venham questionar, nesta fase da nossa entrada nos 40 [anos] porque que não estamos juntos. Força Suprema não é um grupo é um gang. Se estivermos chateados ou não isto tem a ver connosco. O importante é que haja material. É com isto que nos comprometemos com o nosso público: [lançar] material.”

Nga, Prodígio, Don G e Masta (Foto: BANTUMEN)

Sobre Masta não estar presente nas redes sociais e nos lançamentos do grupo, esclareceu que tem trabalhado mais a solo. “Tenho gravado no meu canto, num estúdio caseiro, onde vou desabafando, pondo as minha cenas e fazendo música sempre que quero. Eu sempre tive um canto onde consigo meter as minhas ideias e pensamentos em ordem. Existem trabalhos que a gente gravou e provavelmente estão para sair. Não sei dizer quando vão sair porque estão a cargo da DOPE Muzik, só não foram ainda postadas”, explicou.

Sobre Lokz, já falamos dele aqui na BANTUMEN, quando escrevemos sobre o projecto de homenagem ao rapper P.Jay, 18 anos após a sua morte, lançado pela Puzzle RM e os estúdio CPK Records. Lokz que é de origem cabo-verdiana, vive atualmente em Londres, e sempre teve ligação à Força Suprema e a Masta. Atualmente tem investido na carreira como produtor apesar de também ser conhecido pelos trabalhos de graffiter da sua Krew, CPK.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.

nv-author-image

Eddie Pipocas

Minha maior ambição é perpetuar histórias sobre o 🖥