Yeezy podem vir a ser os ténis mais valiosos da história

O protótipo da linha Nike Air Yeezy reapareceu para a venda privada da sociedade de vendas por leilão Sotheby’s, a ser realizada na próxima segunda-feira. O modelo foi desenvolvido por Kanye West e por Mark Smith para a Nike em 2008.

Estima-se que o modelo possa vir a atingir um milhão de dólares e tornar-se assim nos ténis mais valiosos da história.

O modelo tem um design moderno, com uma parte superior em couro preto macio, detalhes perfurados, um swoosh tonal por cima, próximo da alça da parte traseira, e conta também com uma assinatura “Y” num medalhão em tom rosa.

O ténis serão carregados dentro de uma caixa de madeira personalizada com um desenho de Smith.

O modelo são uma cortesia do colecionador Ryan Chang e provavelmente se tornarão os nos ténis mais caros já vendidos pela Sotheby’s, superando as Air Jordan 1 projetadas por Peter Moore para Michael Jordan, em 1985, que custaram 560 mil dólares.

Kanye usou pela primeira vez as misteriosas Air Yeezy em 2008, quando atuou nas músicas “Hey Mama” e “Stronger”, na 50ª cerimónia dos Grammy, a mesma noite em que levou para casa quatro estatuetas das categorias em que estava nomeado, incluindo a de Melhor Álbum de Rap.

“Com a estreia no palco dos Grammys em 2008, o ténis desencadeou um rebuliço na comunidade de sneakers, com as pessoas a tentarem identificar o par misterioso. Depois disso, vimos uma série de colaborações entre Kanye e a Nike e, mais tarde, o nascimento da sua linha com a adidas”, disse Brahm Wachter, chefe de streetwear e coleções modernas da agência londrina Sotheby’s.

Wachter comentou sobre o significado dessa estimativa para a marca de Kanye, que antes da adidas, colaborava com a Nike. “Este par é fundamental para o desenvolvimento da franquia Yeezy, que se tornou numa das marcas de ténis e de lifestyle mais importantes da história”, disse em comunicado.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.

TRABALHO DE PRETO
nv-author-image

Bruno Dinis

Carrego a cultura kimbundu nas minhas veias. Angolanidade está presente a cada palavra proferida por mim. Sou apologista de que a conversa pode mudar o mundo pois a guerra surgiu também de uma. O conhecimento gera libertação e libertação gera paz mental, por tanto, não seja recluso da ignorância.