Hortêncio Langa

Morreu Hortêncio Langa, o mestre da música Moçambicana

Mestre e Inconfundível, são os adjetivos que se atribuíam a Hortêncio Ernesto Langa, ou simplesmente Hortêncio Langa, músico moçambicano, que perdeu a vida esta semana.

A relevância de Hortêncio nota-se pela forma como a sua maneira de fazer e compor música – ritmos serenos, com o som marcante de guitarra e letras sobre o quotidiano do país – influenciou artistas das gerações seguintes à sua.

Dentre os seus maiores hits, está Lirandzu – que em changana quer dizer amor – que é um sucesso tocado em festas de casamento e já foi interpretado por outras individualidades da música moçambicana como Mingas e Stewart Sukuma e é cantado por concorrentes em concursos de músicas nacionais.

E amor pela arte é o que não faltava no músico. Langa era docente na Escola de Comunicação e Artes da Universidade Eduardo Mondlane – a maior do país.

Um rombo à indústria da música

“Para mim, nós, a sua partida aos 70 anos é prematura porque era um dos nossos, pela presença, constante criação e inovação e parte um professor da cultura moçambicana conhecedor das nossas tradições através dos ritmos musicais”, explicou Magda Burity comunicadora que já teve o prazer de trabalhar com o Tio Hortêncio – como carinhosamente o chama.

Para Magda, Hortêncio foi o “pai da música ligeira moçambicana”. Importa referir que parte deste legado são os três dos quatro filhos que ele teve, Texito, Dário e Xixel que são músicos e instrumentistas.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com

TRABALHO DE PRETO
nv-author-image

Velsoma Cumbana

Amante incurável de Jesus e consequentemente de todo o ser humano - ao menos tenta! Ama escrever e faz da comunicação, extensão de si mesma.