Ascensão Music | Foto: Wilson Photographer

Ascensão Music grita “Aleluia” em novo single

“Aleluia” é o novo som do grupo Ascensão Music, que já está nas plataformas de streaming. A música foi lançada com vídeo oficial, dirigido por Mr. Prayze.

Com a produção de Samuel Beatz, “Aleluia” é um material que podemos apelidar de “duro”, com uma letra que reflete superação e emancipação, numa clara ligação à trajetória de cada membro do grupo. Sentinela, Leonardo Freezy, S-Bruno e Phedilson juntaram-se para expressar um sentimento de gratidão apesar de todos os problemas que viveram na primeira pessoa.

“[A música] expressa a gratidão pela evolução pessoal e artística dos membros do grupo, na sua maioria oriundos de bairros onde às dificuldades e obstáculos estão na ordem do dia”, escreveu o grupo em comunicado enviado à nossa redação.

O vídeo foi dirigido por Mr. Prayze, que também é responsável por alguns vídeos oficiais de Paulelson e também da música “Indecifrável” de 3nity.

Agora a viver uma nova fase, o grupo está de mãos dadas com a empresa Xtagiarious Finance. O principal intuito desta parceria é melhorar a estética do trabalho do grupo.

Embora não tenham revelado detalhes, para este ano, Ascensão já tem prontos vários singles, que serão lançados de maneira sequencial abrindo desta forma caminho para um projecto, provavelmente em formato de EP.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.

nv-author-image

Bruno Dinis

Carrego a cultura kimbundu nas minhas veias. Angolanidade está presente a cada palavra proferida por mim. Sou apologista de que a conversa pode mudar o mundo pois a guerra surgiu também de uma. O conhecimento gera libertação e libertação gera paz mental, por tanto, não seja recluso da ignorância.