“Mulheres para o futuro”, o programa da Unitel que vai dar 50 bolsas de estudos

A Unitel, empresa de telecomunicações angolana, anunciou recentemente o lançamento da terceira edição do programa de bolsas de estudo para mulheres angolanas que estejam ou estão a entrar para o ensino superior. As mulheres com melhor aproveitamento na fase de formação e estágio poderão assim beneficiar de um contrato de trabalho dentro da prestadora angolana.

Depois de ter oferecido 91 bolas de estudos internas nas edições de 2019 e 2020, a Unitel voltar a organizar o “Mulheres para o futuro”, um programa de 50 bolsas de estudo para mulheres angolanas.

Segundo uma nota da empresa, o programa é virado para todas as mulheres que têm até 25 anos de idade, que estejam ou irão frequentar o ensino superior nas áreas das engenharias como Engenharia Eletrotecnia e Telecomunicações, Informática, Telecomunicações, Mecatrónica, Eletromecânica, Mecatrónica, Engenharia de Redes, Engenharia Eletrónica e Ciência da Computação.

O mesmo comunicado diz que o tempo de duração da bolsa é igual ao curso que as bolseiras estiverem a frequentar, sendo que para manter a bolsa, é necessário obter uma média superior ou igual a 14 valores.

A admissão ao programa vai acontecer de 26 de abril a 15 de junho de 2021 e as potenciais candidatas poderão obter o formulário de inscrição sobre o programa através do site oficial da Unitel e enviar as candidatura para o mulheresparaofuturo@unitel.co.ao ou entregar numa loja Unitel.

As bolsas atribuídas serão reconhecidas legalmente pelo Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação e poderão cobrir anualmente cada matrícula, inscrição e propinas, incluindo também às bolseiras um valor para outros gastos gerais.

As bolseiras também irão beneficiar do suporte de um mentor Unitel. Todas as bolseiras com o melhor aproveitamento irão fazer parte do programa Top Students da Unitel, com direito a seis meses de estágio remunerado e, a depender do aproveitamento nesta fase, beneficiarão de um contrato de trabalho.

A Unitel esclareceu na sua nota o objetivo desta ação e que esta iniciativa se enquadra na estratégia de “Responsabilidade Corporativa da UNITEL que visa contribuir para a promoção da igualdade do género nas Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) em Angola”.

“Com esta acção, a UNITEL pretende premiar a excelência nacional e contribuir para o aperfeiçoamento das competências das mulheres angolanas no ramo das TIC. O sector será amplamente beneficiado com a entrada de mais mulheres, impulsionando decisivamente o seu crescimento e contribuindo assim para o desenvolvimento do País”, lê-se no comunicado.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.

TRABALHO DE PRETO
nv-author-image

Bruno Dinis

Carrego a cultura kimbundu nas minhas veias. Angolanidade está presente a cada palavra proferida por mim. Sou apologista de que a conversa pode mudar o mundo pois a guerra surgiu também de uma. O conhecimento gera libertação e libertação gera paz mental, por tanto, não seja recluso da ignorância.