Instagram cria novas funcionalidades para combater abusos

O Instagram apresentou novas ferramentas para proteger os usuários da rede contra abusos. Na lista, fazem parte o novo recurso para filtrar mensagens abusivas, contactos indesejados e comentários abusivos. As funcionalidades para proteger a comunidade vão ser aplicadas de forma faseada em alguns países, sendo que com o passar dos meses, continuará a ser expandido em outras partes do mundo.

A iniciativa é dirigida a todos os que sofrem com discurso de ódio e ataques agressivos, para que possam filtrar, antes de abrir, pedidos de mensagens com palavras e emojis ofensivos.

A funcionalidade nasceu após o Instagram compreender o impacto que uma mensagem com teores altos de ódio podem causar e no artigo publicado no seu blog a rede social escreveu como encara estes ataques que nos últimos anos têm crescido exponencialmente.

“Compreendemos o impacto que o conteúdo abusivo – seja racista, sexista, homofóbico ou qualquer outro tipo de abuso – pode ter nas pessoas. Ninguém deveria passar por isso no Instagram. Mas combater o abuso é um desafio complexo e não há um único passo que possamos dar para eliminá-lo completamente”, lê-se no artigo.

Fotografia: Instagram | DR

Nas mensagens diretas ou DMs, a conversa é outra mas já tem uma solução a vista.A ferramenta, quando ativada, irá fazer a filtragem automática de solicitações de mensagens ofensivas, fazendo com que nunca seja visto pelo próprio usuário.

“Esta ferramenta concentra-se em solicitações de DM, porque é aqui que as pessoas geralmente recebem mensagens abusivas – ao contrário de sua caixa de entrada normal de DM, onde recebe mensagens de amigos”, escreveu.

A ferramenta irá funcionar de forma semelhante aos filtros de comentários que já vigora na rede, que permite ocultar comentários do género em postagens. Ativar e desativar o filtro de comentários e solicitações de mensagens diretas terá uma seção única que segundo a rede, será chamada “Palavras Ocultas” e vai estar nas configurações de privacidade.

Nesta luta contra o combate aos discursos de ódio, o Instagram não está sozinho e conta com o apoio de organizações líderes que irão ajudar no desenvolvimento de uma lista predefinida que irá conter ofensas frequentes, tendo também a possibilidade de serem personalizadas.

Fotografia: Instagram | DR

“Trabalhamos com organizações líderes de combate à discriminação e intimidação para desenvolver uma lista predefinida de termos ofensivos que serão filtrados das solicitações de DM quando o recurso for ativado. Sabemos que palavras diferentes podem ser prejudiciais para pessoas diferentes, então também terá a opção de criar sua própria lista personalizada de palavras, frases ou emojis que não deseja ver em seus pedidos de DM. Todas as solicitações de DM que contêm essas palavras, frases ou emojis ofensivas – seja da sua lista personalizada ou da lista predefinida – serão filtradas automaticamente em uma pasta de solicitações ocultas separada”, escreveu.

Para os contactos indesejados, a rede diz que vai dificultar a vida de alguém que já foi bloqueado por algum motivo. Com esse recurso, a pessoa lesada, sempre que decidir bloquear alguém, terá a opção de bloquear a conta e também bloquear preventivamente novas contas que, provavelmente a pessoa poderá criar.

Sobre comentários ofensivos, para todos os que tiverem contas públicas, o Instagram irá permitir comentários das pessoas que o próprio usuário segue ou que está a ser seguido. E também acrescenta dizendo que vai começar a ocultar “erros ortográficos comuns de palavras ofensivas de sua lista de filtro de comentários manual”, de formas que “mesmo que uma palavra que não deseja ver seja escrita incorretamente acidental ou deliberadamente, ainda não a verá em seus comentários”.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.

TRABALHO DE PRETO
nv-author-image

Bruno Dinis

Carrego a cultura kimbundu nas minhas veias. Angolanidade está presente a cada palavra proferida por mim. Sou apologista de que a conversa pode mudar o mundo pois a guerra surgiu também de uma. O conhecimento gera libertação e libertação gera paz mental, por tanto, não seja recluso da ignorância.