José Agualusa
José Agualusa | Foto: Sérgio Santiago

“Lisboa 5L” arranca com Agualusa, Ondjaki, Xullaji e Amaura

Arrancou esta quarta-feira, 5, o primeiro festival literário de Lisboa, o Lisboa 5L. O evento acontece de forma presencial e virtual e vai contar com a participação dos escritores angolanos, José Agualusa e Ondjaki, música de Xullaji e Amaura, entre outras personalidades que têm contribuído para o crescimento da literatura portuguesa. O certame encerra no dia 9 de maio.

O Festival Internacional de Literatura e Língua Portuguesa é um evento que, além de celebrar os 5 “L”, a língua, literatura, livros, livrarias e a leitura, celebra também o Dia Mundial da Língua Portuguesa, assinalado a 5 de maio.

A ter lugar em teatros, cinema, livrarias, largos, praças de cidade e ruas, o 5L proporciona aos participantes um circuito de mais de 70 autores de outros oitos países.

Os escritores angolanos José Eduardo Agualusa e Ondjaki marcam presença física no evento. Agualusa vai ser entrevistado no espaço “Small Talk”, às 21 desta sexta-feira (7), com transmissão na conta oficial do evento do Instagram. O “Small Talk” terá a moderação da escritora e poeta portuguesa, Raquel Marinho.

A língua também vai ser celebrada através da música, contando com a apresentação de artistas como o rapper Xullaji e a cantora Amaura. O concerto vai acontecer também às 21 horas de sexta-feira, no Cineteatro Capitólio.

O evento terá um programa recheado de mesas de debate e mesas de autor, exposições, com ponto de encontro no Teatro São Luiz, Museu da Farmácia, Cinema Ideal e Capitólio, além de um espaço de cinema, para o ciclo “Filmar Literatura”. No espaço serão exibidos filmes adaptados de obras literárias como Uma abelha na chuva, num programa exclusivo e criado em parceria com o IndieLisboa.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.

BANTULOJA
nv-author-image

Bruno Dinis

Carrego a cultura kimbundu nas minhas veias. Angolanidade está presente a cada palavra proferida por mim. Sou apologista de que a conversa pode mudar o mundo pois a guerra surgiu também de uma. O conhecimento gera libertação e libertação gera paz mental, por tanto, não seja recluso da ignorância.