Vamos “Pensar África” com o último episódio de Black Excellence Talk Series

A segunda temporada do “Black Excellence Talk Series” chega ao fim nesta terça-feira, 25 de maio, data em que assinala-se o Dia de África.

Com a moderação de Yussef, militante do Movimento Africano de Trabalhadores e Estudantes – RGB, o painel de convidados deste último episódio vai “Pensar África a partir de quatro realidades nacionais”, encerrando uma série de dez programas, que amplificaram as vozes de quase 40 profissionais negros, espalhados pelos quatro cantos do mundo.

Em Dia de África, o Black Excellence Talk Series desafia-nos a pensar o continente-berço da Humanidade. A proposta de reflexão, conduzida por Yussef, militante do Movimento Africano de Trabalhadores e Estudantes – RGB, encerra a segunda temporada do formato, idealizado por Myriam Taylor, dreamer in chief da Muxima.

Pelo segundo ano consecutivo na grelha da RTP África, o programa projetou, ao longo das últimas nove semanas, as vozes de quase 40 profissionais negros, entre convidados e anfitriões. 

O ‘concerto’ de excelência negra agregou nomes bem conhecidos do público português, como o escritor e músico Kalaf Epalanga ou a deputada Beatriz Gomes Dias, a que se juntaram figuras reconhecidas além-fronteiras, nomeadamente no Brasil. São os casos, entre outros, da multipremiada escritora Kiusam de Oliveira, da cientista da computação Nina da Hora, e da psicóloga Roberta Federico. 

A BANTUMEN também teve a oportunidade de integrar um dos quadros do programa. No episódio sob o tema “O papel dos media negros para a construção de novas narrativas”, Vanessa Sanches, fundadora do projeto, debateu sobre a necessidade de a comunidade negra se centrar em si própria para alavancar toda a sua potencialidade, seja a nível social, financeiro e político.

Os encontros começaram a ser transmitidos a 16 de março, com um questionamento que saltou para a ordem do dia no último Natal, a partir da polémica dobragem portuguesa do filme de animação “Soul” da Disney/Pixar.

“Onde estão os papéis para os atores negros?” foi a pergunta que lançou o mote para a conversa de estreia, moderada pela anfitriã Myriam Taylor e protagonizada por três vozes autorizadas na matéria: a atriz Isabél Zuaa e os atores Hoji Fortuna e Licínio Januário.

Nas emissões seguintes, Paula Cardoso, da plataforma Afrolink; Juliana Wahlgren, lobista na União Europeia; o psicólogo Henda Vieira Lopes; o consultor José Pais Ferreira e o ativista estudantil Yussef dividiram a moderação dos debates, somando aproximadamente 450 minutos de conversa.

A discussão, sempre centrada em temas afrocentrados e problemáticas invisibilizadas pelo racismo estrutural, percorreu, a cada noite de terça-feira, temas tão díspares quanto “O Racismo no Desporto”, “O cabelo afro na construção da identidade negra”, ou “A Psicologia africana”.

Despedida com África no pensamento

Nas duas últimas semanas, o debate centrou-se também na “Inteligência Artificial, enquanto tecnologia do controlo”, e na “Ocupação de corpos negros na democracia”. Para trás ficaram igualmente os temas “As Vozes negras na Literatura”, “A Falta de Representatividade Negra na Educação” e “O papel dos media negros na construção de novas narrativas”.

Antes da despedida, ainda temos tempo para celebrar o Dia de África, guiados pela proposta de Yussef: “Pensar África a partir de quatro realidades nacionais”.

O desafio junta as vozes da economista Alice Boaventura Parsotamo, do mestre em Política Internacional Flávio Almada/Alecsandro, do activista e professor Sumaila, e do historiador e sociólogo Manuel dos Santos. 

Juntos, prometem inspirar-nos a Pensar África. Seja a partir da dinâmica histórica, política e económica do continente, seja a partir da suas próprias vivências e militâncias, e dos seus saberes académicos. Com diversidade e unidade.

O programa vai ser transmitido poucos minutos depois das 21h, na RTP África, com repetição no sábado, às 19h15. Todos os episódios anteriores estão disponíveis também através da RTP Play.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.

BANTULOJA
nv-author-image

Equipa BANTUMEN

A BANTUMEN é um magazine eletrónico em português, com conteúdos próprios, que procura refletir a atualidade da cultura urbana da Lusofonia, com enfoque nos PALOP e na sua diáspora.