Kid Robinn

“Iluminado”, novo single de Kid Robinn, está agendado para 4 de junho

A música de Kid Robinn conta com a participação de Way 45 e tem a produção de Wayne, também originário do Bairro da Jamaica.

O single vai fazer parte do próximo EP de Kid, que deverá chegar às plataformas ainda este ano.

Com uma vibe que transmite sobretudo uma energia intensa, a base sonora, rítmica e lírica de ”Iluminado” inspira-se nos bons momentos e experiências que têm acontecido na vida de Kid, nos últimos tempos.

Foi essa mesma energia que conduziu o rapper na composição de “Perspetiva”, que integra a banda sonora do documentário “Jamaika”, financiado pela National Geographic e apresentado ao vivo no MAAT – Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia, em Lisboa.

“Sinto-me iluminado mas essa luz vem de mim, de dentro para fora. Pessoalmente acho que trago um dos meus melhores versos em termos de tudo entrega, rimas, flow, métrica”, explica o artista.

Kid Robinn é Roberto Cravid, rapper de 22 anos, nascido em Portugal, com veia angolana herdada dos pais e que cresceu no bairro da Jamaica, na Margem Sul do rio Tejo.

Por ser filho de um músico, Kid acabou por ter como referência a música popular angolana, com o grupo Jovens do Hungo – o grupo do seu pai – no centro dessas referências.

Dentro do hip hop, Kid tem como influência a Força Suprema, Deezy e Monsta. “Eles são talvez os principais culpados de eu ser o que sou hoje”, devido às letras inspiradoras e pela Dope Muzik ser a prova viva de que todos podemos ser o que quisermos, basta querer.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.

BANTULOJA
nv-author-image

Equipa BANTUMEN

A BANTUMEN é um magazine eletrónico em português, com conteúdos próprios, que procura refletir a atualidade da cultura urbana da Lusofonia, com enfoque nos PALOP e na sua diáspora.