Kuduro chega ao Colors Show com “Bruxos” de Pongo

Finalmente o Kuduro chegou a um dos palcos mais prestigiados do mundo, o Colors Show. A angolana Pongo é a responsável por este feito. A kudurista apresentou o seu novo single, “Bruxos”, que tem a produção de Dj Tony, Lazy Flow, King Doudou e MA Work.

Não tem como ouvir a música “Bruxos” e não mexer pelo menos uma parte do corpo. Para a sua apresentação, Pongo trouxe aquilo que mais a caracteriza, a sua angolanidade, impressa no seu estilo base, o kuduro.

Com uma performance energética e que faz jus ao ritmo do estilo que apresenta, Pongo acrescentou à sonoridade um “pingo” de funk brasileiro, sendo que a maior parte da música envolveu vários detalhes que caracterizam os angolanos dentro do kuduro, como o sotaque, adoço em português e em kimbundu, e alguns toques de dança que estão em alta em Angola e no mundo.

Pongo torna-se na quinta artista originária dos PALOP e na segunda artista angolana a passar pelo palco do Colors, sendo que a última artista de expressão portuguesa e angolana a atuar foi Carla Prata, que apresentou o single “Certified Freak”.

A artista tem vários sucessos que tocaram e ainda tocam em Angola e na Europa, como é o caso do single “Wegue Wegue” dos Buraka Som Sistema, lançado no mercado há 13 anos quando a artista ainda tinha 15 anos.

Em 2019, a kudurista lançou o álbum Baia, que até ao ano passado tinha sido ouvido mais de seis milhões de vezes, e um ano depois o EP UWA, que tem cinco faixas musicais.

Além dos seus cenários simples, fixantes e caracterizados pela sua única cor, o Colors Show é também conhecido por dar palco a artistas excêntricos de todo mundo e origens. Por ali já passaram artistas de sucesso e em ascensão como Nenny, Dino D’Santiago, Mayra Andrade, Carla Prata, o brasileiro Rincon Sapiência, os nigerianos Tiwa Savage, Patoranking e outros.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.

BANTULOJA
nv-author-image

Bruno Dinis

Carrego a cultura kimbundu nas minhas veias. Angolanidade está presente a cada palavra proferida por mim. Sou apologista de que a conversa pode mudar o mundo pois a guerra surgiu também de uma. O conhecimento gera libertação e libertação gera paz mental, por tanto, não seja recluso da ignorância.