Deejay Telio

Deejay Telio celebra o “Desconfinamento” com novo single

Depois de uma breve pausa, Télio volta aos lançamentos. O primeiro de 2021 é “Desconfinamento”, disponível nas plataformas digitais nesta sexta-feira, 25. O tema sucede a “Patrão”, lançado em dezembro de 2020.

O produtor, compositor e cantor presenteia-nos com um tema que simboliza o começo de um novo período para todos. Nas palavras do artista, “está na altura de nos reerguermos e de colocarmos a nossa vida em ordem após uma época tão penosa”. Com este tema, Deejay Télio procura trazer conforto e alegria brindando à vida com uma sonoridade festiva num registo afro house.

O vídeo conta com a produção da Afro Digital (Happy DayAfter PartyCom Licença). Neste, Deejay Télio procura explorar um cenário de alegria, positividade e ânimo a fim de trazer esperança a todos os que o ouvem.

Deejay Télio encontra-se em fase de reinvenção, procurando trazer conforto através da sua música. Nos próximos meses avizinham-se novos projetos, temas e videoclipes inéditos.

No mesmo dia do lançamento de “Desconfinamento”, o cantor atua no concerto de final de ano letivo organizado pela S_XL e Câmara Municipal do Seixal. A entrada é livre e com capacidade limitada de acordo com as normas da Direção Geral de Saúde.

Com apenas 24 anos, Deejay Telio é um dos artistas mais bem-sucedidos no panorama musical português atual, contando com dois discos de platina, três de ouro, mais de 650 mil seguidores nas redes sociais e 226 milhões de streams nas plataformas digitais.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com

TRABALHO DE PRETO
nv-author-image

Equipa BANTUMEN

A BANTUMEN é um magazine eletrónico em português, com conteúdos próprios, que procura refletir a atualidade da cultura urbana da Lusofonia, com enfoque nos PALOP e na sua diáspora.