Joabe Reis lança vídeo de “I Just Wanna Breathe”, no formato curta-metragem

Joabe Reis, um dos nomes mais sonantes da atualidade da música instrumental contemporânea brasileira, acaba de lançar novo projeto. I Just Wanna Breathe” é um videoclipe, no formato de curta-metragem, que une as duas faixas do seu último EP.

A gravação tem a participação especial de músicos convidados e do rapper Neto (Síntese), que dá a voz e letra para a segunda composição. Dirigido por Carlos Franco, o clipe-curta tem 10  minutos de duração com cenas dos artistas a tocar à noite pelas ruas de São Paulo, evidenciando a conexão entre o jazz urbano e o hip-hop, característica marcante da obra de Joabe.

“É um clipe nada convencional, que foge totalmente do que é esperado da música instrumental. E essa é a ideia”, comenta Joabe. “A inspiração para o curta veio desse som urbano e não faria sentido ter os protagonistas (músicos) em outro lugar que não fosse a rua, com essa música que preza muito pelo improviso, pelo inesperado”, explica o cineasta e fotógrafo Carlos Franco, que buscou criar uma sensação de proximidade entre o público e os artistas, através das lentes. Participam do clipe os músicos: Josué Lopez (sax tenor), Sidmar Vieira (trompete), Cleverson Silva (bateria), Ricardo braga (percussão), Agenor de Lorenzi (teclado) e Felipe Pizzutiello (baixo).

“Trazer o hip-hop para perto do jazz” é como Joabe descreve a direção que pretende guiar os seus próximos lançamentos. “Esse movimento, que busca unir essas fortes vertentes da música negra americana, já vem acontecendo de forma consistente em Los Angeles, através de músicos como Robert Glasper, Christian Scott e Terrace Martin, que são grandes influências para mim”, afirma o músico, que conta também ter-se inspirado no rapper Kanye West, para este lançamento, além das suas referências no R&B e Neo Soul.

Joabe lançou o EP I Just Wanna Breathe, em 2 de junho, acompanhado de um show no Bourbon Street, em São Paulo, na noite seguinte. As duas faixas, que ao mesmo tempo formam uma só música, fazem uma forte crítica sobre o atual momento da arte no Brasil e no mundo. “Esse EP levanta várias reflexões, mas a principal delas é o quanto a arte tem sido sufocada nesses tempos de pandemia, ainda assim, tem conseguido atuar como válvula de escape para a população em vários momentos”, explica Joabe. 

O trombonista, arranjador e produtor musical iniciou os seus estudos musicais em Cachoeiro de Itapemirim/ES, através da banda marcial de sua igreja. Em 2013, mudou-se para São Paulo para cursar bacharelado em trombone popular pela Faculdade de Música Souza Lima, onde recebeu duas premiações pela Fundação Cultural Latin Grammy.

Desde então, realiza produções musicais e atua como trombonista e arranjador ao lado de nomes como  Bob Mintzer (EUA), Hermeto Pascoal, Ivan Lins, Hamilton de Holanda, Toninho Horta, Arthur Maia, Chico Pinheiro, Sizão Machado, Orquestra Ouro Negro, Nelson Ayres, Ed Motta, Jorge Vercillo, Roberto Menescal, As Bahias e a Cozinha Mineira, Xênia Franca, Tássia Reis, Paula Lima, Iza, Alcione, Emicida, Glória Groove, Rashid, Silva, Anitta, Tiago Iorc, entre outros.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.

TRABALHO DE PRETO
nv-author-image

Equipa BANTUMEN

A BANTUMEN é um magazine eletrónico em português, com conteúdos próprios, que procura refletir a atualidade da cultura urbana da Lusofonia, com enfoque nos PALOP e na sua diáspora.