O rapper Akon revelou planos para criar uma cidade no Senegal com uma economia baseada na sua nova criptomoeda, a AKoin.

O artista nascido no Missouri, EUA, e descendente de senegaleses, apresentou o seu projeto – chamado Akon Crypto City – num painel chamado Branding Africa: Blockchain, Empreendedorismo e Fortalecendo o Futuro, no Festival Internacional de Criatividade do Lions de Cannes, em França.

De acordo com o Page Six, Akon disse ao público a AKoin seria “o salvador de África em muitos aspetos” por causa dos seus benefícios de segurança. Acrescentou também que o sistema de criptomoeda “permite que as pessoas o utilizem de forma a que possam avançar e não permitir que o governo continue a fazer o que mantém o continente para baixo”.

Quando perguntado sobre questões técnicas sobre a cidade futura, o rapper respondeu: “Eu venho com os conceitos e deixo os geeks descobrirem” o resto.

O site da criptomoeda de Akon diz que a Akon Crypto City está a ser desenvolvida em dois mil acres de terra que o presidente do Senegal deu ao músico, acrescentando que será “a primeira cidade 100% baseada em criptomoeda no centro da vida transacional.”

A cidade já é descrita como “Wakanda da vida real”, referindo-se à nação de alta tecnologia governada pelo rei T’Challa no filme Black Panther.

Akon Crypto City está prevista para ser construída “a cinco minutos do novo aeroporto internacional, perto da costa e a uma curta distância de carro de Dakar, a capital do Senegal.”

Se este parece um plano duvidoso, lembremo-nos que Akon desenvolveu a instituição de caridade Akon Lighting Africa, que ajuda a financiar painéis solares e projetos de iluminação menores em 17 países africanos nos seus dois primeiros anos de operação e atualmente afirma ter projetos em 25 países.