A primeira Plataforma Eletrónica Mundial de Comércio (eWTP) em África foi lançada na quarta-feira em Kigali, abrindo portas para pequenas empresas africanas participarem do comércio electrónico transfronteiriço.

A plataforma é resultado de uma parceria entre o governo do Ruanda e o gigante chinês Alibaba, com assinatura de três acordos para facilitar o comércio electrónico no Ruanda e no e outros países africanos.

O Presidente do país, Paul Kagame, foi o anfitrião da cerimónia marcada com pela presença do fundador do Grupo Alibaba e Presidente Executivo Jack Ma.

Os acordos assinados em Kigali destinam-se a fortalecer a cooperação em apoio ao desenvolvimento económico do Ruanda, promovendo inovação política, possibilitando o comércio transfronteiriço de produtos do Ruanda para os consumidores chineses, facilitando o turismo no Ruanda e fornecendo capacitação para fortalecer o crescimento da economia digital daquele país africano.

Após a assinatura dos acordos, Ma descreveu o evento como um “dia histórico” porque a iniciativa revolucionará a maneira como os ruandeses fazem negócios, desde como vendem os seus melhores cafés ou artesanatos até como vendem os seus serviços turísticos para o mundo, incluindo a China.

“Estamos a fazer novas regras para o futuro, estamos a fazer melhorias para o comércio mundial”, disse, pedindo às empresas ruandesas que aproveitem as plataformas.

Sob os três acordos, o Alibaba trabalhará com o Rwanda Development Board (RDB) para ajudar as PMEs a vender os seus produtos, incluindo café e artesanato, aos consumidores chineses através dos mercados online do Alibaba.

A diretora executiva da RDB, Clare Akamanzi, disse que a parceria entre Ruanda e Alibaba mudará a vida das pessoas para melhor e que o governo ruandês continuará a alavancar a economia digital para apoiar os exportadores, produtores locais e artesãos do país.

“Já vimos uma atenção tremenda dos consumidores chineses nas plataformas da Alibaba em produtos de alta qualidade em Ruanda, como o nosso café de primeira linha, e estamos confiantes de que produtos locais e experiências de viagem continuarão a receber interesse e apoio de mais de metade dos consumidores nas plataformas da Alibaba ”, disse.

O Alibaba Group é um conglomerado multinacional chinês especializado em e-commerce, retalho, Internet, Inteligência Artificial e tecnologia, com mais de meio bilhão de consumidores. É a maior empresa de comércio online do mundo, com uma faturação de 39,9 mil milhões USD, e sede de importantes mercados internacionais, onde os consumidores chineses procuram produtos da mais alta qualidade em todo o mundo.