Ainda não é oficial, mas o The New York Times avança que Michelle e Barack Obama estão a negociar a produção de programas exclusivos na plataforma de streaming que dão visibilidade a histórias inspiradoras.

Não se sabe ainda os temas que serão abordados, mas uma das ideias em cima da mesa é ter Barack a moderar conversas sobre temas como imigração, saúde, alterações climáticas, entre outros temas fortes da sua presidência e cuja visão não é partilhada pelo atual líder do país.

Ao jornal norte-americano, Eric Shultz, assessor do ex-presidente, o casal Obama “sempre acreditou no poder de contar histórias que inspiram”, adiantando que “ao considerarem os seus planos pessoais para o futuro, continuam a explorar novas formas de ajudar outros a contar e partilhar as suas histórias”.

Não se conhecem para já os valores envolvidos neste negócio. Todavia, a Netflix continua a apostar na produção de conteúdo original e já adiantou que o seu orçamento para conteúdo este ano é de 8 mil milhões de dólares.

A primeira aparição do ex-Presidente dos EUA aconteceu no novo programa de David Letterman, naquele que marca o regresso do apresentador aos ecrãs.

 

Obama marcou presença recentemente num exclusivo Netflix, tendo sido o primeiro convidado do regresso aos ecrãs de David Letterman.

O apresentador norte-americano de televisão é o pivô do programa  “O meu próximo convidado dispensa apresentações”, que é exibido através da plataforma em vários países, incluindo Portugal.