O mundo deu ouvidos e atenções a Yemi Alade após o seu single “Johnny”, a música onde faz um apelo e pede que a contactem caso vejam o seu suposto marido que se chama Johnny, que para além dela, tem outras mulheres.

“I’m looking for my Johnny eh
Where is my Johnny
Johnny mo
Do you know Johnny…question
If I no see my Johnny
Fefe geme “

Acima está o refrão da música que tanto sucesso tem feito desde o seu lançamento em 2014 e já conta com mais de 90 milhões de visualizações. Traduzido para português: “Estou a procura do meu Johnny, onde está o meu Johnny, meu Johnny. Conheces o Johnny…pergunta. Se eu não vir o meu Johnny, Fefe Geme (da língua Igbo da Nigéria que quer dizer – algo acontecerá.”

A 13 de Março de 1989 nasceu uma criança que viria a ser uma das melhores artistas do panorama musical africano, falamos de Yemi Eberechi Alade. A cantora nigeriana é a quinta de sete filhos e é licenciada em Geografia, na Universidade de Lagos, Nigéria.

Apaixonou-se pela música em tenra idade e em 2005 fez parte de uma girlsband, as Noty Spices. Foi o começo de uma relação duradoura com a indústria musical e que a levou a participar no Peak Talent Show, um programa de “caça” talentos nigeriano, em 2009, onde saiu vencedora.

Desde então que a sua música tem se tornado icónica dentro e fora da Nigéria. O seu primeiro single, Fimisile teve de imediato uma boa receção por parte dos seus fãs. Em 2012, assinou contrato com a produtora Effyzzie Music Group e lançou o seu primeiro single com a assinatura da Effyzzie single, Ghen Ghen Love.

Bamboo tornou-se num hit e música indispensável nos casamentos na Nigéria, desde o seu  lançamento em 2013. No ano seguinte, a música “Johnny”, que contou com a produção de Selebobo, fez as delícias do seu país como do mundo, desde Tanzânia, Quénia, Gana, África do Sul, Libéria, Uganda, Zimbábue, Angola, Reino Unido, Portugal, entre outros.

O sucesso permitiu Yemi a partilha de grandes palcos com grandes artistas como: Mary J. Blige, Shina Peters, M.I, Wizkid, Becca, May D, Waje e Yemi Sax. Mas além das músicas e concertos, a artista nigeriana também luta por boas causas.

No mesmo ano de lançamento de “Johnny”, Alade juntou-se a outros artistas, M.I, Waje, Timi Dakolo e Burna Boy, para a criação da música “Port Harcourt”, a Capital do Livro Mundial da UNESCO, que fazia parte de um projeto que tinha como objetivo ensinar jovens a ler e permanecer na escola.

Foi nomeada para inúmeros prémios nacionais e internacionais como os BET Awards – Best International Act 2015 e os Nigeria Entertainment Awards. Conseguiu ainda por dois anos consecutivos (2015 e 2016) o prémio de Best Female – MTV African Music Awards.

Yemi Alade tem apenas três álbuns lançados, King of Queens (2014), Mama Africa (2016) e Black Magic (2017), mas o sucesso tem vindo a crescer naturalmente e de forma surpreendente. Alade conquistou África e agora o mundo.

No início desta semana, foi lançado em parceria com a Uber um vídeo que mostra como é o dia de Yemi. Vê o vídeo abaixo e ouve as suas músicas no Spotify.