Já todos sabemos o sucesso que o videojogo Fornite tem tido. O buzz é tanto que há quem se deixe levar pelo vício esquecendo-se da sua própria vida conjugal. Pelo menos foi o que aconteceu a mais de 200 casais que acabaram divorciados alegando que a causa foi o Fortnite, de acordo com a informação divulgada pela plataforma digital Divorce Online.

A imprensa já indicou o jogo como um dos mais viciantes de sempre, e não apenas entre adolescentes. Os adultos também não conseguem resistir ao jogo de sobrevivência. 

O Divorce Online revela que, em 2018, já foram registados mais de quatro mil divórcios e que 5% têm como causa o vício no Fortnite.

Esta é a era das novas tecnologias, que está a incutir-nos novos modos de vida, independentemente destes serem melhores ou piores. A Organização Mundial de Saúde já incluiu o vício em videojogos na lista dos distúrbios e doenças, facilitando o diagnóstico e tratamento.