Depois de uma visita de três horas à Guiné-Bissau, Gianni Infantino, presidente da FIFA, prometeu que a sua organização vai apoiar projetos para o desenvolvimento do futebol no país.

“A Guiné-Bissau tem talento, tem coração, tem paixão pelo futebol e temos de trabalhar juntos com a federação e com o Estado. É preciso infraestruturas, é preciso ajuda e vamos também investir recursos humanos e financeiros da FIFA”, disse.

Infantino esteve reunido com o Presidente José Mário Vaz, o primeiro-ministro Aristides Gomes e representantes da Federação de Futebol e dos clubes guineenses e um dos temas abordados durante o encontro foi a forma como o futebol pode mudar de “forma positiva” as mentalidades do país. E propôs a construção de um novo estádio.

“Temos o problema do estádio [principal]… Porque não pensar num novo estádio de futebol, maior, como símbolo deste país, que é um país de futebol?”, disse o dirigente citado pela DW.

Manuel Nascimento Lopes, presidente da Federação de Futebol guineense, disse estar satisfeito com a disponibilidade demonstrada por Gianni Infantino para melhorar as infraestruturas desportivas. “Nós estamos a trabalhar sobre os projetos de desenvolvimento do futebol. E vamos sincronizar ideias”, garantiu.

Em junho, a FIFA vai a votos para eleger o seu próximo líder e a Guiné-Bissau já garantiu que vai votar a favor da continuidade de Gianni Infantino.