Todos devemos ter em mente que a felicidade que os outros transmitem através dos seus perfis de redes sociais é, muitas vezes, falsa. Quem perde tempo a publicar as suas tristezas, não é verdade? Portanto, a ilusão de que a felicidade está sempre presente na vida de algumas celebridades, bloggers ou apenas amigos é uma falácia. E é nesta reflexão que falamos da morte de Go Diamo, um empreendedor congolês, cujo lema de vida era: From nothing to something (do nada para algo, na tradução livre do inglês).

Gotran Diamo, o seu verdadeiro nome, cujos perfis de redes sociais são seguidos por milhares de pessoas devido ao seu caracter empreendedor e inspirador, principalmente para os jovens francófonos e lusófonos, suicidou-se no dia 26 de setembro, em Miami, nos EUA. Diamo saltou do 10.º andar do edifício Brickell City Building, mas antes deixou uma nota de despedida no Instagram.

Na mesma nota, Godiamo, dedica algumas palavras aos supostos amigos Alexandre Quiame e Bastos Quissanga, que alegadamente o traíram, situação que terá levado o jovem milionário a cometer suicídio. A conta de Instagram de Alexandre Quiame foi entretanto suprimida e Quissanga, jogador de futebol da Lázio, retirou a opção de comentários do seu perfil.

Godiamo foi o fundador e CEO da JED Business, Jovem Empreendedor Dinâmico, e nas redes sociais mostrava a sua vida luxuosa, sempre acompanhado de personalidades do mundo da política, como o Presidente de Angola João Lourenço, do showbizz, do desporto, entre outros.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

GO lets go🛫 Dans le calme et la discrétion. #Focus

Uma publicação partilhada por Godiamo (@godiamo) a