O futuro não é apenas constituído de urbanismo composto por arranha céus a perder de vista e sim por uma arquitetura multidisciplinar. É nesse aconceito que surge uma proposta de design para uma aldeia no Senegal do coletivo KPRA, um escritório de arquitetura italiano composto por Piergiacomo Acerboni, Andrea Redaelli, Danilo Tomasoni e Michele Amadori.

Recentemente, KPRA enviou uma proposta para o Concurso Internacional de Arquitetura Kaira Looro que desafia grupos de design a redesenhar o conceito de centro espiritual voltado para a comunidade para a aldeia senegalesa de Tanaf. O projeto ganhou o nome de HUT.

O HUT é uma estrutura elíptica de múltiplas camadas que pretende proporcionar aos habitantes da vila de Tanaf um lugar de paz. Os designers exploraram o conceito de sinergia entre as fachadas interior e exterior do edifício, uma vez que se destina a comunicar a tranquilidade por toda parte.

HUT apresenta um salão principal, com bancos em torno do espaço. Tem um coletor de águas pluviais e um tanque subterrâneo para armazenar água em tempos de escassez. A abertura do espaço central é também pensada para situações de emergência, podendo o HUT transformar-se num centro de primeiros socorros.